Thumbnail

Modelos mentais e a forma como enxergamos o mundo e as oportunidades

Allan Costa

Allan Costa

Allan Costa é empreendedor, investidor-anjo, mentor, escritor, motociclista e palestrante em dois TEDx e em mais de 100 eventos por ano. Co-fundador do AAA Inovação, da Curitiba Angels e Diretor de Inovação da ISH Tecnologia. Mestre pela FGV e pela Lancaster University (UK), e AMP pela Harvard Business School.

Enxergando o mundo e as oportunidades

Modelos mentais: a melhor forma de tomar decisões

28/09/2021 12:00
Modelos mentais são padrões que nos guiam na forma como entendemos o mundo. Se você ainda não conhecia este conceito, este artigo pode ser uma ótima porta de entrada.
Modelos mentais nos ajudam não só na forma como pensamos ou entendemos o mundo, mas também na forma como enxergamos – ou deixamos de enxergar – oportunidades. Eles também nos ajudam a simplificar a complexidade do mundo, nos auxiliando a separar o que é sinal do que é ruído.
Um dos pontos mais importantes sobre este conceito é que nossa capacidade de tomar melhores decisões está diretamente ligada aos nossos modelos mentais. Quanto mais modelos você tiver em sua cabeça, e quanto mais flexíveis e diversos eles forem, melhores serão suas chances de tomar melhores decisões.
Uma das formas mais efetivas de começar a desenvolver modelos mentais melhores vem de um princípio simples, mas poderoso: enxergar o mundo como ele realmente é.
Se você entende o mundo como ele realmente é, ao invés de como você gostaria que fosse, sua capacidade de tomar decisões melhores aumenta quase que imediatamente. E isso tem o potencial de criar um ciclo virtuoso. Tomar decisões melhores traz resultados melhores, o que te municia com um amplo repertório para que você tome decisões ainda melhores.
Em artigos futuros pretendo trazer alguns dos modelos mentais mais úteis e efetivos que conheço. Contudo, para este artigo, quero focar na razão pela qual eles são tão importantes.
Esses padrões de pensamento, afinal, regem nossa forma de pensar e as ações que tomamos. Pense na sua mente como uma caixa de ferramentas. No fim das contas, somos tão bons quanto as ferramentas disponíveis nesta caixa. Ter mais ferramentas e saber como usar cada uma delas da melhor forma possível significa que temos mais possibilidade de resolver os problemas e desafios com os quais nos deparamos.
Se temos apenas uma maneira de pensar – uma ferramenta – iremos querer resolver todos os desafios, por mais diferentes que eles sejam, da mesma forma.
Uma ótima forma de começar a desenvolver melhores modelos mentais e tentar tomar decisões melhores é ficar de olho no nosso ego. Ele tenta nos atrapalhar todos os dias em nosso processo de escolhas. Ele nos faz fechar os olhos para como as coisas realmente são e nos força a pensar que estamos sempre corretos.
Obviamente, essas não são características que nos ajudam a tomar decisões melhores, já que esse processo quase sempre tem a ver com perceber que, no fim das contas, podemos estar errados.
Reflita sobre os seus padrões de pensamento: Como você toma decisões? Das últimas vezes que você esteve errado, por que você achou que estava certo? Como você pode criar padrões para identificar quando você toma decisões melhores?
Lembre-se, este é um exercício contínuo! O ego estará sempre à espreita para tentar nos cegar e nos fazer tomar decisões ruins.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão