Thumbnail

Gustavo Cerbasi é um dos mais influentes nomes do planejamento financeiro no país. É autor de 16 livros e gestor da SuperRico Saúde Financeira

Rafael Mendes

Rafael Mendes

Rafael Mendes é CEO da RP Trader.

Inteligência financeira

Gustavo Cerbasi, o mestre das finanças do Brasil

22/09/2023 18:11
O nosso entrevistado de hoje é Gustavo Cerbasi, que tem um histórico de muito sucesso como especialista em inteligência financeira. Hoje, ele ajuda, por meio da SuperRico Saúde Financeira, as pessoas a aprenderem a se planejar financeiramente. Além do seu trabalho na SuperRico, ele também é autor de 16 livros, com mais de 3 milhões de exemplares vendidos e tem mais de 4 milhões de seguidores nas redes sociais. Um de seus livros, “A riqueza da vida simples” foi finalista do Prêmio Jabuti no ano de 2020; e “Casais inteligentes enriquecem juntos” foi adaptado ao cinema na trilogia “Até que a sorte nos separe”, com grande sucesso de público.
Pensando na importância do planejamento financeiro, apresentamos a Gustavo dados de estudos que apontam que somente 1% da população brasileira consegue acumular dinheiro suficiente para ter uma aposentadoria digna. Sobre esse dado, o especialista afirma que, para mudar essa realidade, é essencial a combinação entre educação e estratégia.
Segundo ele, o brasileiro, em algumas situações, não é capaz de tomar as melhores decisões para fazer investimentos seguros e, para isso, existe a profissão de planejador financeiro. A busca, nesse sentido, é aprender a viver em equilíbrio para que não se tire do presente para ter no futuro. Com ajuda profissional, é possível aprender estratégias, formas criativas de investimento, negociação e a acessar pesquisas, tudo para que as pessoas saibam fazer escolhas adequadas na vida financeira.
Desta forma, investir relaciona-se com adotar uma vida presente saudável e equilibrada. Isso auxiliará a sustentar as escolhas diante de momentos inesperados de crise, como um problema de saúde ou a perda de um emprego, por exemplo. Ou seja, a lógica é do equilíbrio para não se deixar levar por uma lógica consumista e exibicionista dos bens materiais, nem se privar de viver de maneira confortável no presente.
Sobre o empreendedorismo no Brasil, um ambiente hostil a essa prática, perguntamos a Cerbasi como encontrar o equilíbrio entre empresa com um fluxo de caixa saudável e a vida de um empresário com uma vida financeira também saudável. Ele concorda que o ambiente brasileiro é hostil nesse aspecto, inclusive, um dos mais hostis do mundo. Para ter sucesso como empresário, portanto, é importante entender a dinâmica do mercado para se destacar da concorrência. A partir dessa compreensão, segundo ele, abre-se um espaço fértil para empreender.
Para unir o sucesso da empresa com o sucesso familiar, o segredo para Gustavo é o planejamento conjunto. O profissional especializado em planejamento financeiro ajudará empresa e empresário, realizando uma leitura do plano de negócios da empresa para pensar em iniciativas fundamentais para que, em primeiro lugar, a empresa cresça à frente da concorrência.
Treinamento da equipe, estratégia de marketing, aquisição de equipamentos são pontos que precisam ser olhados objetivando a expansão de um negócio. Com planejamento estratégico, o resultado, a partir das vendas, deve nutrir esse plano de expansão. Ele ainda destaca que o que a empresa ganha não deve ser visto como capital de benefício para os sócios, porque isso condenará o crescimento da empresa e refletirá na saúde financeira da família.
Ao mesmo tempo em que ações são tomadas para equilibrar as finanças da empresa em vista de seu crescimento, é o momento de analisar os sonhos que a família tem e o que precisa ser poupado para que esses sonhos sejam alcançados no futuro. É preciso considerar, em algumas situações, que se deve adotar um estilo de vida mais enxuto.
Unindo equilíbrio financeiro da empresa e da família, haverá espaço para que os sonhos se concretizem, desde que todos saibam dosar o tamanho de cada passo dado para desfrutar dos resultados no momento certo e, sempre, ainda que pareça repetitivo dizer, com equilíbrio!
Em relação a Vendas e Marketing, fica claro que a área financeira é a chave que sustenta estas duas áreas. Baseado na experiência de Cerbasi, o questionamos sobre quanto de dinheiro uma empresa deve dedicar estas duas áreas mensalmente.
Para ele, não há uma referência única, seja referente ao percentual de vendas ou dos lucros. Considerando isso, uma empresa em aceleração deve investir muito mais em marketing do que uma empresa já estabelecida. Para dosar isso, é preciso ter um bom plano de negócios, que direcione o aumento ou a diminuição do investimento.
Em alguns momentos, pode ser importante frear o marketing para “criar fôlego” e aumentar o investimento posteriormente, em um momento de expansão da empresa. Isso porque o crescimento é algo cíclico e quem dita esse ritmo é o plano de negócios de cada empresa.
Para finalizar, perguntamos ao especialista quais são, para ele, os principais benefícios da implementação de um centro de custo financeiro por área em uma empresa. Apesar de não ser especializado na área dos custos, ele diz que estrategicamente ter um centro de custo financeiro traz uma maior facilidade para rastrear informações.
Sabemos que, no mundo dos negócios, os dados são valiosos para que se entenda pontos de maior ou menor eficiência. Então, quanto mais capilarizada e detalhada for análise dos custos, maior será também o potencial de compreensão dos pontos críticos do que se gasta e como se gasta. Essa análise detalhada de informações permite ao gestor identificar com maior segurança e objetividade quais áreas da empresa merecem mais atenção, revisão de processos e foco em produtividade. Portanto, fica claro que a qualidade da informação é um ponto-chave para a tomada de decisões ágeis e rápidas dentro de um negócio.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão