Thumbnail

Conheça 4 creators brasileiros negros que são referência em seus nichos e oferecem cursos online como forma de monetização

Hotmart e GazzConecta

Consciência Negra

Dia da Consciência Negra: criadores de conteúdo apostam em produtos digitais

18/11/2022 19:26
A economia dos criadores de conteúdo, também conhecida como Creator Economy, está estimada, atualmente, em U$ 104,2 bilhões, segundo o Influencer Marketing Hub. Essa nova economia tem como uma dos principais benefícios ampliar e democratizar o acesso à produção e ao consumo de conteúdo, diversificando fontes, formatos e abordagens.
No Dia da Consciência Negra (20 de novembro), a Hotmart, empresa global de tecnologia e líder na Creator Economy, destaca criadores de conteúdo negros que tiveram suas trajetórias impulsionadas pelo empreendedorismo digital e inspiram milhares de outras pessoas a viverem de suas paixões.
Confira abaixo 4 nomes que são referência e apostam alto nos produtos digitais como forma de monetização:

Lilian Santos

Lilian Santos é especialista em revestimentos e CEO do Revestindo a Casa, maior plataforma  de conteúdo em acabamentos do Brasil composta por blog, redes sociais, cursos, e-books, guia de lojas especializadas. Durante anos, atuou em empresas do segmento como lojas de construção e fez diversos treinamentos técnicos no Brasil e no exterior, até que decidiu empreender, há três anos. Criou a Escola do Acabamento, um curso completo sobre revestimentos e o Revestindo Sem Erros, um curso gratuito. Juntos, eles já somam mais de 9 mil alunos, incluindo profissionais e estudantes do ramo da construção. Além disso, Lilian é colunista da Casa Vogue e ministra palestras e consultorias.
Resolvi empreender no digital porque eu consigo dar acesso a pessoas de diversos estados e países e consigo escalar meu negócio de uma maneira muito mais rápida e com menos barreiras”, explica Lilian. Para ela, a representatividade traz inspiração e motivação. “Quanto mais pessoas negras como criadores de conteúdo surgem, mais eu me sinto representada e inspirada. É importante nos vermos neste lugar de liderança, de gerenciar equipes e poder atuar no digital. Olhar para o lado e ver essas referências me motiva a continuar”, afirma.

Marcelo Barbosa

Músico, empresário e guitarrista do Angra, Marcelo Barbosa tocava em bandas com amigos e se tornou um dos maiores guitarristas do país, além de um dos maiores professores de música na Hotmart. Nascido em Brasília, Barbosa começou a tocar guitarra aos 12 anos, influenciado pela grande onda do rock nacional na época. Aos 17, já era músico profissional e lecionava em duas grandes escolas da capital federal. Pouco tempo depois, resolveu empreender e criou a GTR, sua própria escola, que este ano completou 25 anos. Em 2019 decidiu criar seu próprio curso na Hotmart, o MB Guitar Academy. Hoje já são mais de 20 produtos criados e mais de 10 mil alunos. Os cursos online surgiram após uma alta procura de pessoas e fãs que não podiam fazer os cursos presenciais de Marcelo pela barreira geográfica.
Já para Marcelo, a representatividade de pessoas negras no mercado digital representa uma influência enorme e tem um efeito catalisador. “A representatividade tem uma função muito parecida em qualquer ambiente, que é a de você conseguir se ver fazendo aquilo. Hoje eu sou guitarrista de uma banda de metal e a grande maioria dessas bandas tem guitarristas brancos”, afirma Marcelo. “Eu recebo mensagens e depoimentos de pessoas que me contam que se sentem representadas e que é possível também seguir na música. Infelizmente, muitas pessoas acabam se limitando a pensar que só podem fazer coisas que pessoas fisicamente parecidas com a gente podem”, complementa.

Aline Profeta

Formada em saúde e segurança de trabalho, Aline Profeta atuou por 10 anos no setor e sempre gostou do nicho de cabelos. Fez cursos na área mas nunca havia atuado na área. Em 2019, resolveu iniciar alguns atendimentos aos finais de semana e feriados em sua casa, em Belo Horizonte. Especialista em tranças afro, foi no final do mesmo ano que Aline começou a ter uma alta procura e sentiu dificuldade para conciliar o emprego formal, família e os atendimentos. Decidiu empreender 100% no ramo de beleza e, no início de 2020, alugou um espaço para suas clientes. Poucos meses depois, foi surpreendida pela pandemia e uma série de dúvidas, até que resolveu apostar nos pedidos de alguns clientes: fazer um curso online.
Aline já havia dado cursos presenciais, mas conta que tinha receio pelo tempo e qualidade que o curso online poderia exigir. “Eu tinha até um bom celular, mas me faltavam outros equipamentos. Tinha muitas reservas mas resolvi apostar no meu conteúdo, que sei que é bom”, conta Profeta.
Hoje Aline já tem mais de 280 alunos no seu método, o Método Profeta, além de um espaço presencial no centro de Belo Horizonte. Para 2023, Aline espera criar novos cursos e aperfeiçoar seu produto atual, o Trancista Referência. Ela conta que cerca de 87% dos alunos são compostos  por mulheres, sejam futuras empreendedoras ou para uso pessoal. Autodidata, Aline comenta sobre a importância da visibilidade de pessoas negras no digital: “Pessoas negras precisam ser vistas e apostadas. Não porque são negras, mas porque somos especialistas em nossas áreas”, afirma.

Micha Menezes

Publicitário, Micha Menezes é especialista em produtos digitais perpétuos, os chamados produtos digitais que podem ser adquiridos a qualquer momento. É especialista em aquisição de clientes certificado pela Digital Marketer e é um dos sócios da Agência Pinguim. Na Hotmart há 3 anos, ele é criador da Escola do Perpétuo, um dos maiores treinamentos sobre perpétuo do Brasil, ajudando mais de 27 mil pessoas em 50 países a implementarem.
Mineiro, Micha iniciou no marketing digital em 2016, quando era gestor de tráfego pago de um aplicativo fitness, até que em 2018, resolveu empreender sozinho. Micha conta que sempre vivenciou os dois extremos em sua família, com metade dela atuando em cargos públicos e a outra metade empreendendo.
O criador percebe o mesmo retorno de Marcelo ao seu redor. “É extremamente importante ver essa representatividade para que outros possam se inspirar. Todos os dias recebo mensagens de pessoas dizendo que me ver aqui, atuando no digital, mostra para eles que é possível”, comenta.

Enquete

Imagine a possibilidade de criar vídeos realistas com ferramentas de inteligência artificial, como o Sora. Você teria interesse em utilizar uma ferramenta como essa no futuro?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão