Thumbnail

Um dos assuntos mais falados nas últimas semanas no mundo de tecnologia, IA e comércio conversacional é o novo modelo do ChatGPT.

Beerud Sheth*

Chatbot e Inteligência Artificial

ChatGPT: saiba o que a chegada do novo chatbotGPT significa para o comércio conversacional

06/01/2023 13:27
Um dos assuntos mais falados nas últimas semanas no mundo de tecnologia, IA e comércio conversacional é o novo modelo do ChatGPT. A empresa Open AI, startup de inteligência artificial que criou o recurso, lançou a mais nova versão do Chatbot, e os resultados impressionaram o público.
A ferramenta, que pode ser acessada através da Web, não somente conseguirá responder a qualquer pergunta feita a ela, mas também através de uma conversa em si, se assemelhando a uma interação entre humanos. Os elogios ao novo chatbot reforçam que ele poderia substituir buscadores online de grande porte e reconhecimento.
Com a chegada desse recurso, várias portas se abrem para diversas áreas, e o comércio conversacional, sem dúvidas, é o maior beneficiado. O que as possibilidades trazidas pelo ChatGPT significam para essa área? Como será o futuro desse mercado depois disso?
Pensando nisso, Beerud Sheth CEO e co-fundador da Gupshup, plataforma líder de mensagens conversacionais que alimenta mais de 9 bilhões de mensagens por mês, traz sua visão sobre o assunto. Segundo o especialista, o avanço em IA através do Chatbot da OpenAI é gigante, mas o mercado e os negócios ainda terão que se adaptar à sua realidade.
Confira bate-papo rápido com Sheth sobre o assunto:
Na semana passada, a empresa de IA Openai. com lançou uma nova versão do ChatGPT, o poderoso chatbot que pode conversar sobre uma gama vasta de assuntos em um diálogo relativamente natural e bem parecido com um humano. O quanto você acha que esse desenvolvimento é significante?
BEERUD SHETH - ChatGPT, que é baseado em uma tecnologia de processamento de linguagem natural, é bastante transformador com sua habilidade de identificar bilhões de padrões distintos para gerar texto. A IA Generativa, que tem praticamente se tornado uma “ferramenta de execução”, será bastante impactante para o usuário final, seja esse um estudante, profissional ou qualquer pessoa no geral, mas será muito mais valiosa para os negócios. Os Chatbots já existem há um certo tempo como um componente crucial da nova era de experiência do consumidor, mas com tecnologias de ponta como o ChatGPT, ficarão ainda mais famosos e terão rápida adoção no mercado. Já a IA Conversacional para negócios está em um estágio bem avançado. Na verdade, algumas das nossas ferramentas já possuem inteligência intuitiva em suas construções. Por exemplo, o nosso assistente de compras digital, que vem pré-treinado com domínio de expertises sobre vendas para lidar com as interações com o usuário através de recomendações precisas baseadas em necessidades específicas. Dito isso, o ChatGPT é um desenvolvimento significativo no entendimento de linguagem e será uma mão na rodada para o uso de linguagem em todos os lugares.
Ele está sendo considerado o Chatbot mais poderoso já feito. Para você, qual seria a razão por trás desse argumento?
BEERUD SHETH - O Chat GPT é baseado em GPT-3 (Generative Pretrained Transformer 3), um modelo de IA de processamento de linguagem super avançado, desenvolvido pela OpenAI. Com 175 bilhões de parâmetros, está entre um dos maiores e mais poderosos modelos de IA de processamento de linguagem. Em termos mais simples, isso significa que ele leu bilhões de documentos na internet para se auto treinar e, consequentemente, possui uma compreensão profunda da palavra escrita e falada. Esse modelo aparentemente foi treinado sendo alimentado com 570GB de dados vindos de livros, e também todo o texto escrito presente na internet.
Quais desafios a nova ferramenta irá criar para a indústria de IA conversacional, já que oferece conversação altamente natural e inteligente de graça? Será que ela irá aumentar as expectativas do mercado?
BEERUD SHETH - O ChatGPT irá criar oportunidades imensas e inovação no mundo da IA conversacional. O ChatGPT possui um uso de casos mais generalizados, com falta do entendimento mais específico sobre um negócio, uma indústria ou uma empresa. Empresas trabalhando na área de IA conversacional vão ter que adaptá-lo de acordo com os setores para os quais querem trabalhar - vendas, BFSI (Serviços bancários, financeiros e seguros) ou automotivo; entre outros. Hoje, a IA conversacional já é utilizada para múltiplos objetivos entre atendimento, marketing e comércio, mas com a tecnologia avançada do ChatGPT, iremos testemunhar uma proliferação de casos de uso. Conforme cada vez mais empresas buscam oferecer uma experiência aprimorada para o consumidor, a utilização de tecnologia de IA conversacional, que não somente oferece um serviço transparente, mas também entende o usuário, será essencial. Nós já podemos ver muita vontade por parte das empresas de incluir IA como parte do seu arsenal de ferramentas para melhorar a experiência do cliente. E isso não será apenas sobre IA. Análises, integrações e uma plataforma segura de alto nível serão igualmente importantes para os negócios que buscam se beneficiar de IA conversacional.
Como o ChatGPT irá ajudar na codificação para IA conversacional no futuro?
BEERUD SHETH - O ChatGPT torna esse processo mais fácil. O IA Generativo já está sendo usado por diversas companhias que oferecem um assistente virtual treinado com grandes gamas de códigos, que gera novas orientações quando impulsionado. Há o CoPilot da Github e o CodeWhisperer da Amazon, que já estão sob o uso de diversos programadores a fim de terceirizar a codificação.
*Beerud Sheth é Co-founder & CEO da Gupshup

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão