Thumbnail

Durante o período de Black Friday, é preciso ficar atento à plataforma de e-commerce utilizada.

Rafael Mendes*

Estratégias para Black Friday

8 dicas para vender mais na Black Friday

11/11/2022 20:55
A Black Friday é o período de ofertas e promoções que acontece no final do mês de novembro. Apesar de o nome fazer alusão à sexta-feira, as ações podem ser colocadas em prática na última semana do mês ou durante todo o mês de novembro, tudo vai depender dos objetivos de cada marca.
Para ajudar você a pensar nas ações que a sua marca pode colocar em prática para arrasar e vender mais nessa época já tão conhecida e esperada pelos consumidores, separamos 8 dicas muito especiais. Vamos a elas!
Em primeiro lugar, é essencial que haja um planejamento antecipado do seu estoque para que fique mais fácil a organização dos seus produtos em relação a variedades e quantidades. Esse planejamento permite que você, conhecendo seu público, se antecipe para repor produtos, de acordo com a saída de cada um. Além disso, essa ação ajuda a identificar quais produtos não tiveram uma boa aceitação e, portanto, não foram vendidos e estão parados no estoque. Por fim, com esse olhar atento para o que tem mais potencial de venda, é possível investir na divulgação daqueles produtos que têm maior margem de lucro.
Uma segunda dica importante é precificar o que será ofertado na Black Friday de acordo com as suas possibilidades. Ao precificar seus produtos, é sempre essencial considerar todos os seus custos fixos e variáveis, além dos impostos, das taxas das máquinas de cartão e do lucro que você quer ter com as vendas. Na Black Friday, com as ofertas e promoções, tudo isso deve ser considerado também. Essa visão sobre os custos e os lucros possibilita escolher qual estratégia será adotada, como descontos maiores em produtos específicos ou descontos menores em uma variedade maior de produtos, por exemplo. Seja qual for a escolha feita, o mais importante é preservar a sua lucratividade.
Durante o período de Black Friday, é preciso ficar atento à plataforma de e-commerce utilizada. Isso porque o tráfego e a conversão de lojas virtuais tendem a aumentar, portanto, atente-se para que a plataforma onde seus produtos são divulgados e vendidos seja segura e estável para que a experiência dos usuários não seja negativa e, consequentemente, as suas vendas sejam prejudicadas.
Mais uma ação importante é a personalização do layout da sua loja para criar uma experiência visual diferenciada para os visitantes e interessados em seus produtos. Vale ressaltar que essa personalização deve abranger tanto o seu e-commerce, como os perfis de redes sociais da sua marca. Por ser uma data muito esperada, as marcas costumam customizar suas páginas e preparar publicações e destaques da Black Friday algum tempo antes, além de criar banners para seus sites com a temática da data. Nessas publicações e na plataforma de e-commerce, procure dar destaque aos produtos que estarão em oferta. Isso melhora a experiência e facilita para que os visitantes das redes sociais ou das plataformas de e-commerce encontrem os produtos com os melhores preços.
A divulgação da Black Friday precisa ser atrativa para que o seu público se interesse e espere por essa data. Para isso, é possível usar diversas estratégias, como o “Save the date”, a contagem regressiva com notificação para a data escolhida, a criação de grupos no WhatsApp ou Telegram com vantagens exclusivas para quem optar por participar deles, além das ferramentas em alta nas redes sociais, com os Reels e lives, do Instagram, com spoilers de peças que estarão disponíveis na Black Friday. Tudo deve ser planejado para aguçar o interesse das pessoas nos seus produtos, além de criar uma conexão delas com a sua marca. Por fim, atente-se à antecedência com que essa divulgação deve ser feita. Comece pelo menos uma semana antes da data em que as ofertas começarão.
Outra estratégia que vale a pena é a oferta de combos de produtos. As pessoas costumam se interessar por promoções, como “Leve 3, pague 2”. Para essa opção, procure escolher produtos de menor valor, para não prejudicar a sua lucratividade, além daqueles que estão parados no estoque.
Os cupons também são bem-vindos! É uma maneira de atrair novos clientes e presentear os clientes mais antigos. Esses cupons podem ser de variados tipos, como aqueles de valor fixo ou porcentagem de desconto para todos os produtos ou apenas para produtos específicos, ou ainda cupons de frete grátis, por exemplo. Lembre-se de que, para a criação dos cupons, eles devem ter uma data limite para uso e um código que o cliente digita na hora da compra para aplicação do desconto.
A última estratégia é o planejamento de brindes aos seus clientes. Esta é uma ação clássica, que várias marcas costumam utilizar, e que realmente vale a pena! Esses brindes fazem brilhar os olhos dos clientes e ajudam também a fortalecer a conexão deles com a sua marca. É uma forma de agradecimento e potencial fidelização para que esses clientes voltem a comprar seus produtos. A variedade de brindes é enorme, inclusive, os personalizados, dependendo, é claro dos seus objetivos e das suas possibilidades.
Bem, com essas dicas, você agora conhece o caminho para a sua marca brilhar e vender muito na Black Friday. Planeje cada ação e coloque em prática com inteligência e eficiência para que esta data seja ótima tanto para a sua marca quanto para os seus clientes.
*Rafael Mendes é CEO da RP Trader.

Enquete

Imagine a possibilidade de criar vídeos realistas com ferramentas de inteligência artificial, como o Sora. Você teria interesse em utilizar uma ferramenta como essa no futuro?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão