Thumbnail

GPTW SP

Tokio Marine é a melhor empresa para trabalhar entre as grandes da Região Metropolitana de SP

Filipe Albuquerque
09/09/2022 01:07
“Estar entre as ranqueadas mostra que estamos no caminho certo”. A avaliação é de Luciana Amaral, diretora de Pessoas e Planejamento da Tokio Marine Seguradora, que acaba de alcançar, pela terceira vez, o posto de Melhor Empresa para Trabalhar entre as companhias de grande porte da Região Metropolitana da capital paulista, na edição do ranking Great Place To Work São Paulo 2022. A listagem é promovida pelo Instituto Great Place To Work em parceria com a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-SP).
Em operação no Brasil desde 1959 (subsidiária da japonesa Tokio Marine Holdings) a seguradora reúne hoje mais de 2,3 mil funcionários. E soma 75 unidades de negócios, com escritórios e sucursais distribuídos pelo país. Luciana lembra que, há dez anos, os resultados da companhia no GPTW não eram bons. A empresa já contava com algumas certificações, mas houve um tempo em que não conseguia sequer figurar no ranking.
A estratégia adotada para mudar o cenário foi começar a analisar o resultado da pesquisa interna para a participação no ranking e, a partir dele, construir planos de ação por área. Deu resultado: o trabalho fez com que os colaboradores começassem a entender a necessidade de responder ao questionário e a transparência com a qual o processo era tratado na empresa, afirma a gestora.
“Foi [uma percepção] do tipo, ‘estou respondendo uma
pesquisa que vai ser usada para o meu bem estar aqui dentro’. E os
colaboradores perceberam também que os dados eram completamente sigilosos”, detalha.
Hoje, a empresa conta com 90% de adesão à pesquisa proposta para a participação
no ranking. “Nossos colaboradores se sentem à vontade para falar a verdade”.

Lições da pandemia

A pandemia da covid-19 mudou absolutamente todas as
relações, sejam sociais, familiares ou profissionais. Com a necessidade de
isolamento, empresas se viram obrigadas a mudar rotinas da noite para o dia. A
Tokio, recorda Luciana, já contava com uma área de gestão de saúde mesmo antes
da pandemia. Mas com o problema sanitário global, a empresa incrementou ações
direcionadas à saúde dos profissionais. Implantou boletins epidemiológicos
semanais, durante todo o período de maior alerta da doença, com informações sobre
a covid tanto no Brasil quanto em outros países. E enquanto os funcionários se
viam longe do ambiente de trabalho, transformando espaços em casa em
escritórios, manteve comunicação constante com as equipes, transmitindo mensagens
de otimismo e tranquilidade, ao mesmo tempo que atualizava as pessoas sobre
novidades e os rumos a serem tomados pela empresa.
“A todo momento eles perceberam esse cuidado, tanto da
médica quanto da equipe de médicos terceirizados”, avisa Luciana, reforçando o
fato de que a Tokio Marine conta com uma médica contratada da seguradora cujo
perfil de atendimento é do médico da família. Para reforçar essa atenção ao bem
estar do colaborador, a companhia realizou palestras on-line sobre saúde mental
e até sessões de ergonomia pela internet com o profissional de fisioterapia da
empresa.
Pela Universidade Corporativa Tokio Saber, plataforma
própria de cursos, a companhia passou a tratar de temas como coronavírus, saúde
mental em tempos de quarentena, neurociência das emoções, liderança à
distância, emoções em tempos de crise e outros. Para ampliar o acesso à universidade
corporativa tanto para os colaboradores espalhados pelo país quanto para seus
familiares, todo o conteúdo foi mantido no ambiente virtual durante o período
de isolamento social necessário.
Também nesse período, pelo cardápio de treinamentos e palestras disponíveis de forma digital, a Tokio Marine fomentava em seus colaboradores a ideia de que é preciso também se desconectar do trabalho para o descanso adequado. Festas digitais também entraram na lista de programação da empresa.
“Com essa gama de treinamentos, o incentivo a desligar o computador na hora certa, o cuidado transmitido com as sessões de ergonomia, passamos para os colaboradores a sensação de que ‘está tudo bem; se você tiver algum problema, sabe qual canal procurar’."
Entre outras ações que transformaram positivamente o
ambiente, a seguradora lista o upgrade nos planos de saúde e odontológico e a flexibilização
para o uso dos benefícios de refeição e alimentação, considerando que, durante
a pandemia, os funcionários passaram mais tempo em casa do que nos escritórios.

Culturaorganizacional e voluntariado

A Tokio conta com um grupo de cultura organizacional formado
por diversas áreas multidisciplinares. A cada dois anos, o grupo faz uma avaliação
dessa cultura utilizando o Método Barret de Transformação Cultural. Criado por
Richard Barret e reconhecida em todo o mundo, o modelo oferece diagnósticos
culturais abrangentes e instrumentos de avaliação de valores.
Mais de 50% dos integrantes do grupo de diversidade da
seguradora são mulheres. Mensalmente, a equipe se reúne para discutir a
aplicação de ações de diversidade no ambiente de trabalho. E pelo projeto ‘Sementes
do Brasil’, a Tokio Marine atua para facilitar, a jovens entre 16 e 18 anos de
escolas públicas, bolsistas e em situação de acolhimento, o acesso ao mercado
de trabalho. Neste ano, o programa selecionou 15 jovens do terceiro ano do
ensino médio em instituições educacionais de baixa renda. De março a julho, os
alunos receberam aulas e treinamento visando a preparação de profissionais de
TI para a companhia. A mentoria dos participantes do projeto é feita de forma
voluntária por funcionários da empresa.
“Isso aproxima as pessoas do social. Este ano, contamos com
60 mentores; no ano passado, foram 30. Só pela participação deles, sabemos que
o programa é muito bem avaliado”, conclui Luciana.

Enquete

Imagine a possibilidade de criar vídeos realistas com ferramentas de inteligência artificial, como o Sora. Você teria interesse em utilizar uma ferramenta como essa no futuro?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão