Thumbnail

Igla Generoso, CEO da Digital Innovation One.

Digital Innovation One

Startup promete capacitar 5 milhões de desenvolvedores de graça

GazzConecta, com colaboração de Millena Prado
21/02/2020 20:00
A rede social de negócios LinkedIn recentemente apontou quais seriam as profissões em alta para 2020. Das 15 posições apontadas, 13 são cargos relacionados a tecnologia. Mas será que o mercado conta com o número de profissionais suficientes para suprir esta demanda? Segundo Igla Generoso, CEO da Digital Inovation One, não.
#mc_embed_signup{background:#fff; clear:left; font:14px Helvetica,Arial,sans-serif; width:100%;}
/* Add your own Mailchimp form style overrides in your site stylesheet or in this style block.
We recommend moving this block and the preceding CSS link to the HEAD of your HTML file. */
Da grande procura do mercado por desenvolvedores de software nasceu a startup, que forma e coloca no mercado de trabalho profissionais da área de tecnologia da informação. Fundada em janeiro de 2019 por Igla, Gustavo Pereira e Pablo Zaniolo, a startup open education — na qual o aluno seleciona os conteúdos que quer aprender — já capacitou 50 mil desenvolvedores de graça.
80% dos professores que produzem os conteúdos são voluntários e as aulas são oferecidas gratuitamente pelo site. Assim, a startup de Araraquara, no interior de São Paulo, promete capacitar cinco milhões de desenvolvedores de software em cinco anos. A ampliação do número de alunos se deve, em sua maioria, por conta de parcerias com prefeituras como a de Curitiba, que vai oferecer cursos pela plataforma da Digital para 150 mil jovens de 16 a 22 anos.
O objetivo da Digital, segundo o CEO, é democratizar o conhecimento e fornecer uma mão de obra que está em falta no mercado.  “Nosso propósito é revolucionar e democratizar a educação levando o conhecimento a lugares onde a educação não chega”, disse Igla.
A plataforma oferece cursos livres, projetos práticos e desafios nos quais os alunos que atingem maior pontuação são indicados para as vagas de emprego nas empresas parceiras, como GFT, Impulso, Art IT e ZarpSystem. Ao todo, a startup conta com 20 parcerias de empresas voltadas para o desenvolvimento de software e TI.
A plataforma usa ciência de dados para que os melhores alunos tenham um job meet (quando desenvolvedor é encaminhado para a vaga de emprego). Semanalmente, são indicados cerca de 50 desenvolvedores — destes, 10 são contratados.
Hoje a plataforma tem 65 mil alunos ativos. O objetivo da startup é que, no final de 2020, a comunidade reúna 200 mil alunos.

Internacionalização e fomento da economia brasileira

Em dezembro de 2019, a startup recebeu um aporte de R$ 2,5 milhões. O financiamento foi dividido entre um pull de investidores anjo (união de diferentes investidores que financiam uma startup de segmento específico), além do fundo The Venture Capital. Com o investimento, a startup vai internacionalizar sua atuação para países onde a língua seja o português, como Moçambique e Portugal.
Com a expansão da Digital e novas parcerias com empresas internacionais, o objetivo é que empresas de TI de outros países contratem, para trabalhos remotos, profissionais brasileiros.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão