Thumbnail

Na última terça-feira (17), o Vale do Pinhão realizou o primeiro encontro de suas recém-criadas Redes de Inovação. Crédito: Ricardo Marajó/FAS.

Vale do Pinhão

Primeiro encontro de Redes de Inovação do Vale do Pinhão traça planos para o futuro do ecossistema de Curitiba

GazzConecta
20/10/2023 11:23
Na última terça-feira (17), o Vale do Pinhão, ecossistema de inovação de Curitiba, realizou o primeiro encontro de suas recém-criadas Redes de Inovação para traçar planos de ação para o presente e o futuro. As informações são da Prefeitura de Curitiba.
Realizado na sede do Sebrae-PR em Curitiba, o encontro reuniu, pela primeira vez, representantes das suas três Redes de Inovação (Talento, Capital e Ambientes), criadas em maio deste ano.
O evento foi um marco para a comunidade da inovação curitibana, com a definição de dez metas de curto, médio e longo prazo para cada uma das redes, concretizando o compromisso de investir na continuidade do crescimento do Vale do Pinhão. O encontro também marcou o encerramento de um ciclo de reuniões preparatórias de cada grupo, distintamente, iniciado em junho.
“Estamos preparando os próximos passos do Vale do Pinhão para que ele cresça ainda mais. Operar em formato de Redes é uma estratégia poderosa, porque reúne indivíduos com conhecimentos e habilidades complementares para compartilhar recursos, ideias e expertise, acelerando o desenvolvimento de soluções inovadoras”, destacou o presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, Dario Paixão.
Promovido pela Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação e pelo Sebrae-PR, o encontro também resultou na escolha de três facilitadores de cada Rede, que serão pontos de contato junto à governança geral do ecossistema e serão representantes das Rede no Laboratório de Governança do Vale do Pinhão, que vai elaborar a proposta de atualização da composição e funcionamento da governança ecossistema.
O grupo também finalizou a versão do Manifesto do Vale do Pinhão, que será assinado pelas pessoas que têm interesse em participar das ações do ecossistema, declarando conhecimento e concordância da missão e objetivos do Vale do Pinhão.
O encontro também foi um momento de integração entre os ecossistemas da Região Metropolitana e Curitiba.

As Redes de Inovação

O Vale do Pinhão foi criado em 2017 pelo prefeito Rafael Greca, em um movimento que integrou os atores do ecossistema de inovação de Curitiba, potencializando seu desenvolvimento.
Depois de estabelecer sua primeira governança (em 2020), amadurecer, alcançar resultados e reconhecimentos, está atualizando sua metodologia de ação para fortalecer ainda mais sua atuação em favor da economia da cidade nos próximos anos.
O primeiro passo foi justamente a criação das Redes de Inovação: Talento, Capital e Ambientes, reunindo seus representantes com a seguinte configuração:
Rede de Talento – atores das áreas de formação e qualificação de pessoas para empreender e inovar, formada por instituições de ensino superior e empresas de educação empreendedora e para inovação.
Rede de Capital – atores das áreas de crédito, financiamento, fomento e investimento. Integrada por grupos de investidores-anjos, fundos de investimento e outros veículos de venture capital; corporate capital, mergers & acquisitions (fusões e aquisições), venture builders, family offices e outras instituições financeiras de fomento, crédito e financiamento para inovação.
Rede de Ambientes – atores da área de design, aperfeiçoamento e propulsão dos empreendimentos inovadores. Rede composta por espaços makers, coworkings, pré-incubadoras, incubadoras, aceleradoras, centros de inovação, hubs, parques tecnológicos, instituições de ciência e tecnologia.

Perspectivas diversificadas

O consultor do Sebrae-PR, Regional Curitiba, Vinícius Galindo Mello, reforçou a importância de aproximar e organizar as redes com foco nas ações de 2024 em diante. “A indicação dos facilitadores é um passo importante na evolução do ecossistema. Com suas perspectivas diversificadas, ajudarão a moldar nosso futuro e garantirão que o ecossistema continue a prosperar”, explicou.
Para a cofundadora da Venture Capital Start Growth, Marilucia Pértile, o encontro promoveu a integração de empreendedores de Curitiba e RMC. “O Vale do Pinhão está reunindo agentes públicos e privados para atuarem juntos, com único propósito: o sucesso da economia da cidade”, destacou.
Já o professor da Universidade Positivo, Luiz Pinheiro, destacou que o encontro marcou uma nova governança para o Vale do Pinhão, com visão futura e estratégica. “O conteúdo apresentado mostrou o quanto podemos ser mais fortes juntos", disse.

Oportunidade de aperfeiçoamento

O coordenador de Ambientes de Inovação da Agência Curitiba e representante da instituição no Laboratório de Governança, Marlon Cardoso, contou que a necessidade de revisar a metodologia de governança do Vale do Pinhão surgiu durante a elaboração da candidatura do ecossistema curitibano ao Prêmio Nacional de Inovação (PNI) 2023.
“Foi uma oportunidade de aperfeiçoamento que decidimos aproveitar. A jornada que estamos percorrendo é empolgante. Mal posso esperar para ver as tantas realizações que o próximo ano nos trará”, contou Cardoso.
O trabalho conjunto dos atores para a inscrição ao prêmio teve, então, dois resultados positivos: o Vale do Pinhão ficou no Top 3 da categoria Ecossistemas de Grande Porte do PNI 2023 e o ecossistema está investindo em melhorias para o futuro.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão