Thumbnail

GazzSummit

Encontro de Conselho do GazzSummit reúne os principais líderes do ecossistema de inovação para construção coletiva do evento

Fernando Henrique de Oliveira
Fernando Henrique de Oliveira
01/02/2024 14:51
O GazzConecta reuniu os principais líderes do ecossistema de inovação do Paraná nesta quarta-feira (31) para a primeira reunião de Conselho do GazzSummit Agro e Foodtechs, evento que será realizado em Curitiba nos dias 8 e 9 de maio.
A reunião envolveu protagonistas dos setores de agro e food para um debate sobre perspectivas e impactos das discussões que serão trazidas pelo GazzSummit.
Participaram do primeiro encontro representantes do setor privado e do setor público como Luiz Gusi, Secretário de Segurança Alimentar e Nutricional de Curitiba, e Dario Paixão, Presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, além de Thiago Rodrigo da Silva, representando a Secretaria de Inovação, Modernização e Transformação Digital do Paraná. Também estiveram na reunião os conselheiros do GazzSummit Luciano Doll e Zaki Akel, que têm acompanhado toda a jornada de concepção e desenvolvimento do evento.
Esta foi a primeira reunião oficial de Conselho. O circuito de debates e discussões sobre o evento segue nos próximos meses, com encontros já previstos até maio. Para Millena Prado, head do GazzConecta, plataforma de inovação e nova economia da PinÓ que realiza o evento, este primeiro encontro foi fundamental para a concretização das verticais que irão compor o GazzSummit. 
"Iniciamos nossa jornada em novembro do ano passado, com o lançamento oficial do GazzSummit para o mercado. De lá pra cá, somamos meses de reuniões e concretização deste projeto grandioso. Hoje foi o dia de validarmos diversas ideias com a nossa mesa de conselheiros e especialistas. Já podemos esperar grandes novidades em termos de programação e experiências nos próximos meses e no nosso grande evento em maio", afirma.
Zaki Akel e o Secretário de Segurança Alimentar e Nutricional de Curitiba, Luiz Gusi. Crédito: Marcelo Andrade.
Zaki Akel e o Secretário de Segurança Alimentar e Nutricional de Curitiba, Luiz Gusi. Crédito: Marcelo Andrade.

Visão de futuro

Breno Menezes de Campos, diretor do departamento de florestas plantadas da Secretaria de Agricultura e do Abastecimento do Paraná, esteve na reunião de Conselho. Segundo ele, o GazzSummit será um evento importante pela conexão que irá estabelecer, principalmente, entre o campo e o meio urbano. 
“Esta primeira reunião trouxe uma gama de informações importantes que vão orientar decisões que serão tomadas no futuro”, ele diz. Para ele, o evento será um espaço para a troca de informações sobre as cadeias produtivas que, no Paraná, estão atreladas à sustentabilidade. 
“Esta será uma oportunidade de mostrar como o estado tem se destacado neste aspecto, para que o meio urbano perceba as ações de conservação e preservação que se dão no meio rural. O Paraná é um celeiro do Brasil e um dos estados mais sustentáveis do país”, comenta.
Millena Prado, head do GazzConecta. Crédito: Marcelo Andrade.
Millena Prado, head do GazzConecta. Crédito: Marcelo Andrade.
Rafael França, diretor de planejamento estratégico e inovação da Cibra Fertilizantes, acredita que o GazzSummit tem o potencial de posicionar Curitiba no centro das discussões sobre o agronegócio paranaense. “Estamos vivenciando o surgimento de inovações no setor agrícola e trazer essa discussão para nossa cidade, para nosso estado, que é um estado extremamente cooperativista, com um agronegócio pujante, coloca Curitiba em uma posição diferenciada”, diz.
“Isso nos permite, também, atrair perspectivas externas e entender melhor as oportunidades e desafios que enfrentamos no setor”, conta. França destaca, ainda, que a reunião de Conselho foi significativa porque aproximou atores importantes do ecossistema, que trouxeram suas visões sobre o que o GazzSummit pode apresentar para os participantes em maio.
Rafael França, diretor de planejamento estratégico e inovação da Cibra Fertilizantes. Crédito: Marcelo Andrade.
Rafael França, diretor de planejamento estratégico e inovação da Cibra Fertilizantes. Crédito: Marcelo Andrade.

Contribuição para os negócios e o ecossistema

Para Eduardo Bittencourt Sydney, cofundador e CTO da Typcal, o evento terá grande relevância para o ambiente de negócios que envolvem os setores de agro e foodtechs. Na opinião dele, o GazzSummit vai contribuir para a aproximação entre setores produtivos e startups que, como diz, têm papel importante nos modelos de inovação.
“É essencial ouvir as dores e ideias não apenas das startups, mas também das cooperativas, grandes e médias indústrias e universidades. Essa troca de experiências e soluções é fundamental para o desenvolvimento do ecossistema, impactando positivamente negócios, vidas e o planeta como um todo”, reflete.
“Quando discutimos eventos como este, buscamos deixar um legado significativo para nossa cidade e estado, e isso só é possível por meio do diálogo e da escuta ativa das pessoas, algo que vimos acontecer nesta primeira reunião”, comenta.
A Typcal é uma foodtech que desenvolveu uma tecnologia própria para a produção de proteína a base de micélio, que é a raiz dos fungos, a partir da fermentação de resíduos da indústria de alimentos, criando um novo ingrediente mais sustentável e mais saudável.
Tárik Yoshida, coordenador de gestão de produto e regulamentação da Agrocete. Crédito: Marcelo Andrade.
Tárik Yoshida, coordenador de gestão de produto e regulamentação da Agrocete. Crédito: Marcelo Andrade.
Tárik Yoshida, coordenador de gestão de produto e regulamentação da Agrocete e head do comitê de inovação corporativa da inbix, destaca o papel da indústria neste contexto em que o diálogo entre setores se faz relevante para a configuração de eventos como o GazzSummit. “A inovação corporativa, embora envolva processos complexos, deve começar com processos simples. Montar um ecossistema que conecte diversos players do mercado, incluindo startups, indústrias consolidadas, pesquisa, desenvolvimento e universidades, é de extrema importância”, diz.
Segundo Yoshida, a primeira reunião de Conselho do evento foi importante e produtiva, porque proporcionou um grande brainstorming e a troca de ideias de impacto. “Cada ideia possui potencial a ser explorado. A diversidade dos temas discutidos trouxe uma amplitude de possibilidades. Destaco a discussão sobre tendências tecnológicas em diversos setores, especialmente no agronegócio. Essa interconexão de tendências é fundamental para o desenvolvimento de um grande ecossistema”, completa.

Enquete

As ferramentas de IA estão se tornando cada vez mais populares e acessíveis, com diversas opções disponíveis para diferentes necessidades. Qual delas você mais utiliza?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão