Thumbnail

Thiago Eik e André Bravo, fundadores da Bankme

Fintech de mini bancos

Fintech paranaense Bankme recebe aporte de R$ 5,5 milhões

GazzConecta
30/08/2022 17:00
A fintech paranaense Bankme anunciou nesta terça-feira (30) o recebimento de um aporte de R$ 5,5 milhões em rodada de investimentos composta pela DOMO Invest, Apex Partners, Bamboo Capital Markets, além do investidor e mentor de startups Aury Ronan Francisco.
A Bankme começou a operar em setembro de 2020 e logo depois, em janeiro de 2021, captou o primeiro investimento e ainda teve o valuation estimado em R$ 20 milhões. Agora, cerca de um ano e meio depois do aporte inicial e com o valuation quase triplicado, chamou a atenção de novos investidores. Os recursos captados serão destinado para a otimização da tecnologia e a contratação de novos talentos.
“Com o aporte, vamos investir principalmente em tecnologia e produtos, ampliando as possibilidades de receita para os nossos clientes e, consequentemente, para a startup também. A Bankme prevê dobrar o faturamento nos próximos 6 meses e, para cumprir esse objetivo ousado, parte dos recursos serão utilizados na expansão time. A expectativa é atingir 120 colaboradores até o final de 2023”, comenta Thiago Eik, Fundador e CEO da Bankme.
Thiago Eik, Fundador e CEO da Bankme.
Thiago Eik, Fundador e CEO da Bankme.
Com o propósito de viabilizar o acesso a soluções que geram crédito, liberdade e oportunidade de negócios para quem quer empreender, a startup possibilita a criação de estruturas financeiras para grandes e médias empresas, assim como empreendedores capitalizados, permitindo que eles financiem sua própria cadeia produtiva, com oferta de crédito justa, sustentável e menos burocrática.
“Na Bankme, o cliente equilibra o fluxo de caixa e, ao mesmo tempo, fomenta seu ecossistema produtivo. Empresas ou indivíduos que desejam montar sua própria securitizadora, ou que já possuem a sua factoring, podem migrar todo o serviço operacional para a plataforma e dispensar a necessidade de uma estrutura física. Além disso, eles podem contar também com a nossa expertise para construção de operações, análise creditícia, cobrança, contabilidade, gestão sistêmica e muito mais. Nossos clientes cuidam apenas da prospecção comercial, a qual, inclusive, oferecemos auxílio estratégico e gerencial”, explica o CEO, em nota à imprensa.
Ao todo, a startup já implementou 54 estruturas financeiras e atualmente possui 42 mini bancos em operação espalhados por todo o Brasil, com clientes como Guichê Virtual, Vale Verde, Tmov, Hydronorth, Natufert, dentre outros, no portfólio.

Enquete

Imagine a possibilidade de criar vídeos realistas com ferramentas de inteligência artificial, como o Sora. Você teria interesse em utilizar uma ferramenta como essa no futuro?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão