Thumbnail

Diego Barreto, CEO do iFood, na palestra de abertura do evento ConectaPR em Curitiba. Crédito: Inove.

iFood Pago

iFood agora tem seu próprio "banco digital para restaurantes"

Fernando Henrique de Oliveira
Fernando Henrique de Oliveira
20/06/2024 17:55
O iFood anunciou nesta quinta-feira (20) o iFood Pago, o "banco digital dos restaurantes". A marca chega ao mercado contabilizando mais de 140 mil contas ativas - que transacionam R$ 70 bilhões por ano em volume de negócios em plataformas online - e um total de R$ 1,5 bilhão em crédito concedido. A expectativa é que o iFood Pago feche seu primeiro ano fiscal, em março de 2025, com receita de R$ 1 bilhão. 
O iFood Pago vem sendo estruturado há alguns anos, segundo Diego Barreto, CEO da plataforma de delivery, em vídeo postado nesta quinta-feira no seu perfil no LinkedIn. Ele diz que muitos testes foram realizados em vários processos e em pontos de contato com restaurantes, o que envolve a experiência online e offline. A própria maquininha do iFood, que passa a ser uma das soluções do novo banco, faz parte deste processo - "a maquinona", como ele diz.
Em conversa com o GazzConecta antes de sua palestra de abertura do ConectaPR, evento do Sebrae/PR realizado nos dias 14 e 15 de junho em Curitiba, Barreto ressaltou o olhar da marca para além das vendas online. "A gente está colocando cada vez mais o pé no offline, trazendo cada vez mais ferramentas para que o restaurante possa gerir o seu negócio offline. A maquininha que estamos testando, por exemplo. Ela captura a transação, como as demais, mas o que a difere é a inovação por trás dela, a inteligência de dados que permite conectar informações sobre o comportamento de cada cliente, tanto no online quanto no offline, o que colabora com a estratégia de negócio de cada restaurante", explica. 
A Maquinona é uma solução de recebimento de pagamentos dos restaurantes integrada ao delivery iFood. Com a inteligência de dados com o uso da IA, ela possibilita que os estabelecimentos possam realizar campanhas de atração e retenção dos clientes que autorizem a participação, além de ações de marketing visando a melhora de sua performance, por exemplo. Nos próximos meses cerca de 5 mil maquininhas chegam ao mercado e a expectativa é ter cerca de 50 mil restaurantes operando com a Maquinona até março de 2025.

Solução de ponta a ponta

O banco digital não foi mencionado na ocasião da entrevista para o GazzConecta, mas ele parece ser parte do compromisso do iFood de ser, cada vez mais, "uma solução de ponta a ponta para os restaurantes em que ele opera", disse.
Além de aderir à tecnologia de pagamento com a nova maquininha, o restaurante também terá a possibilidade de contratar crédito e de gerenciar suas finanças pelo iFood Pago. Segundo a marca, este é o diferencial do novo banco: possibilitar aos donos de restaurantes organizar e controlar suas finanças em uma experiência multicanal.
“Nosso objetivo é auxiliar na gestão financeira dentro e fora do salão, apoiando os estabelecimentos para que tenham os melhores resultados, vendam mais, reduzam seus custos para operar, ao levar crédito e gerar tráfego para as operações online e no local”, explica Bruno Henriques, CEO do iFood Pago, em nota.
O executivo ressalta que o "banco da alimentação" está focado em entregar serviços especializados para o ecossistema do iFood, que atualmente recebe 96 milhões de pedidos por mês, abrangendo mais de 340 mil restaurantes, 30 mil supermercados e cerca de 50 milhões de clientes. Entre os serviços, ele destaca a oferta de crédito. 
O modelo adotado pelo iFood para liberar linhas de crédito utiliza dados transacionados dos restaurantes parceiros para estabelecer a melhor opção para cada negócio. Barreto, no vídeo postado no seu perfil no LinkedIn, salienta que a plataforma não adota o modelo financeiro de outros bancos tradicionais, mas que considera a operação do restaurante e sua capacidade de gestão como parâmetros de decisão.
Para aperfeiçoar sua oferta em finanças, o iFood Pago adquiriu a Zoop, fintech de pagamentos que já fazia parte do portfólio de empresas investidas pelo iFood desde 2017. A ideia é trazer maior agilidade e inovação nas soluções tecnológicas de pagamentos, além de serviços bancários para os restaurantes. A Zoop, além de apoiar o iFood Pago, seguirá oferecendo soluções de pagamentos e banking as a service (BaaS) para o mercado.

iFood Benefícios 

Além do portfólio de serviços do iFood Pago, outra solução que está sob o guarda-chuva da marca é o iFood Benefícios, o cartão multi-benefícios voltado para o mercado de benefícios corporativos e para o RH. “O iFood Benefícios está modernizando o setor e, com a evolução deste mercado, cresce exponencialmente na aquisição de novas vidas. Atualmente, já possui em sua carteira quase meio milhão de usuários.

E vem aí o GazzSummit Agrotechs

O GazzSummit Agrotechs é uma iniciativa pioneira do GazzConecta para debater o cenário de inovação em um dos setores mais relevantes do país. O evento será realizado no dia 15 de agosto de 2024 com o propósito de conectar e promover conhecimento para geração de novos negócios, discussão de problemas e desafios, além de propor soluções para o setor.
O GazzSummit promove a disseminação de tecnologias e práticas de inovação que possam levar a cadeia produtiva ainda mais longe. Uma programação intensa de 12 horas de conteúdo, e mais de 25 palestrantes, espera os participantes que poderão interagir com players importantes do ecossistema como grandes empresas, cooperativas, produtores, entidades públicas, startups e inovadores. Garanta já a sua vaga.

Enquete

No Google for Brasil 2024, a gigante de tecnologia anunciou diversas novidades para o mercado brasileiro. Dentre elas, qual lhe chamou mais a atenção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão