Thumbnail

Evento promovido pelo Brain e o GazzConecta conectou especialistas e líderes empresariais para discutir o futuro dos negócios na era da inteligência artificial. Crédito: Lening Abdala.

Patrocinado

Tendências

Imersão reúne 70 líderes para discutir o poder transformador da IA nos negócios

Amanda Zanluca
Amanda Zanluca
27/03/2024 16:41
A inteligência artificial generativa está pavimentando caminhos de transformação nos negócios, abrindo portas para inovação, eficiência operacional e análise avançada de dados. A tecnologia não só promete, como já está revolucionando diversos setores, oferecendo possibilidades que ultrapassam os limites daquilo que é conhecido.
Tendo em vista as possibilidades e os desafios que a utilização da inteligência artificial impõe aos negócios, o Brain, Centro de Inovação fundado pela Algar Telecom, em parceria com o GazzConecta, plataforma de inovação e empreendedorismo da PinÓ, promoveram a imersão "O poder da IA: transformação de corporações no Brasil e no mundo", realizada nesta terça-feira (26) na sede da Gazeta do Povo, em Curitiba. O evento reuniu líderes empresariais, executivos e empreendedores interessados em explorar o potencial da IA em um universo cada vez mais desafiador.
O evento trouxe especialistas para discutir experiências e aplicações da inteligência artificial. Crédito: Lening Abdala.
O evento trouxe especialistas para discutir experiências e aplicações da inteligência artificial. Crédito: Lening Abdala.
A Algar Telecom, com sua vasta experiência de 70 anos de atuação nas áreas de tecnologia da informação e telecomunicações, é reconhecida por seus investimentos em inovação, sendo o Brain um reflexo dessa postura inovadora. 
A diretora da unidade jornais do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCOM), Ana Amélia Filizola, que abriu o evento, celebrou a parceria com o Brain. "Percebemos as mesmas preocupações e as mesmas oportunidades. Essa parceria é o resultado de quando juntamos o desejo de trazer para a sociedade o melhor da informação e discussão sobre um tema tão relevante para o futuro da humanidade. Esse evento é só a abertura das próximas discussões que precisamos ter”, disse.
O presidente do Brain, Ivan Mendes na abertura do evento. Crédito: Lening Abdala.
O presidente do Brain, Ivan Mendes na abertura do evento. Crédito: Lening Abdala.
Também estiveram presentes na abertura da imersão o presidente do Brain, Ivan Mendes, e o presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Dario Paixão, que citou o fato de a capital paranaense ser o primeiro município do país a criar uma secretaria dedicada à inteligência artificial.
Durante o evento, Zaima Milazzo, vice-presidente de Tecnologia, Evolução Digital, Agilidade e Inovação, e Augusto Salomon, vice-presidente B2B, ambos da Algar Telecom, compartilharam suas experiências e insights sobre a implementação e os impactos da inteligência artificial em diversos setores.
Salomon, que também é autor do livro "Inteligência Artificial: Construindo o Amanhã" e ex-aluno de Harvard, trouxe uma perspectiva abrangente sobre as práticas, fases e tipologias da IA. Ele apresentou exemplos e dados que evidenciam o papel transformador dessa tecnologia no mercado atual, destacando como ela está empoderando empreendedores e impulsionando a inovação.
Augusto Salomon, vice-presidente B2B da Algar Telecom, trouxe perspectivas sobre o poder transformador da IA nos negócios. Crédito: Lening Abdala.
Augusto Salomon, vice-presidente B2B da Algar Telecom, trouxe perspectivas sobre o poder transformador da IA nos negócios. Crédito: Lening Abdala.
“É seguro dizer que, nos próximos anos, a previsão é de haver um investimento de mais  de US$ 200 bilhões em IA no mundo. Portanto, é preciso estar atento e embarcar nessa onda. A IA não é sobre se, é sobre quando”, pontuou em uma de suas falas.
Por sua vez, Milazzo discutiu a importância estratégica da inteligência artificial para a Algar Telecom, revelando como a empresa está adotando essa tecnologia em suas operações. Ela compartilhou casos de uso da organização e explorou as possibilidades que a IA oferece para melhorar processos, reduzir custos e impulsionar a eficiência operacional.
Zaima Milazzo, vice-presidente de Tecnologia, Evolução Digital, Agilidade e Inovação da Algar Telecom, trouxe exemplos de como a empresa está adotando a IA em suas operações. Crédito: Lening Abdala.
Zaima Milazzo, vice-presidente de Tecnologia, Evolução Digital, Agilidade e Inovação da Algar Telecom, trouxe exemplos de como a empresa está adotando a IA em suas operações. Crédito: Lening Abdala.
“Para quem pretende implementá-la, precisa partir de um plano consistente da adoção de IA em toda a organização, com metas específicas, mas também com uma mentalidade aberta às mudanças. Estamos no começo dessa disrupção e, consequentemente, haverá muita evolução”, afirmou.
Outro ponto alto da imersão foi o painel de discussão mediado por Zaima Milazzo, que contou com a participação de Augusto Salomon, Marcos Lohmann, head de Data & AI e Inovação da Intercompany, e André Almeida, fundador e CEO da Dom Rock. Os convidados compartilharam suas experiências e casos de sucesso na implementação de inteligência artificial em diversas organizações. Um dos mais emblemáticos foi sobre um call center em que a IA transformou os custos em receita, otimizando as funções e destacando a importância da otimização e a recolocação dos colaboradores em outras funções, como ressaltou Almeida.
Zaima Milazzo com os painelistas Marcos Lohmann, head de Data & AI e Inovação da Intercompany; André Almeida, fundador e CEO da Dom Rock; e Augusto Salomon, da Algar Telecom. Crédito: Lening Abdala.
Zaima Milazzo com os painelistas Marcos Lohmann, head de Data & AI e Inovação da Intercompany; André Almeida, fundador e CEO da Dom Rock; e Augusto Salomon, da Algar Telecom. Crédito: Lening Abdala.
Lohmmann complementou destacando a importância de conhecer profundamente o próprio empreendimento. Ele enfatizou que entender as dores e os gargalos é crucial para aplicar a tecnologia de forma eficaz, permitindo o crescimento do negócio. Apenas após identificar e resolver esses pontos de dor é possível buscar soluções tecnológicas específicas.
O painel também dedicou um espaço para perguntas dos participantes, promovendo troca de experiências e insights. Além disso, houve uma atividade prática liderada por Leandro Nazareth, head de Inovação do Brain, envolvendo análise de habilidades pessoais e empresariais para gerar planos individuais de desenvolvimento com o auxílio da IA.
Leandro Nazareth, head de Inovação do Brain, que conduziu a dinâmica incentivou os participantes a desenvolverem planos individuais e de negócios com o auxílio da IA. Crédito: Lening Abdala.
Leandro Nazareth, head de Inovação do Brain, que conduziu a dinâmica incentivou os participantes a desenvolverem planos individuais e de negócios com o auxílio da IA. Crédito: Lening Abdala.
Os participantes também tiveram a oportunidade de interagir diretamente com executivos, trocar experiências, estimular conexões e desenvolver novos negócios. Anderson Godz, fundador do Gonew Community e GoodDz Capital, finalizou a imersão, discutindo o estudo aprofundado realizado na Gonew e provocando reflexões sobre o avanço tecnológico, ética, regulação e governança.
O evento ainda incluiu um happy hour, proporcionando um ambiente informal para networking e compartilhamento de ideias.

Vocação para a inovação

A imersão em IA generativa promovida pela Algar Telecom e pelo o Brain, em parceria com o GazzConecta, reflete o compromisso contínuo das companhias em promover soluções inovadoras e a cooperação empresarial, buscando disseminar conhecimento sobre novas tecnologias e criar oportunidades para o surgimento de novos negócios.
Este ideal faz parte da trajetória da Algar Telecom. Fundada em 1954, a companhia atua em mais de 372 cidades de 16 estados e no Distrito Federal, com foco em produtos inovadores e alinhados à missão de servir a comunidade. Ao longo de todos esses anos, a empresa desenvolveu serviços de telecomunicações disruptivos e modernos. 
Recentemente, com foco no futuro, a companhia expandiu sua telefonia móvel para novas áreas, por meio de MVNO (Mobile Virtual Network Operator). A partir deste movimento, a empresa aumentou a possibilidade de personalização de ofertas, em todos os segmentos, atuando, assim, com todos os serviços de telecomunicações para seus clientes e mercados. A ampliação de atuação da telefonia móvel leva seu atendimento próximo aos clientes, um dos pontos mais reconhecidos na operação da companhia. Importante destacar que para essa modalidade de telefonia móvel, também é possível fazer portabilidade.
Outra iniciativa foi a expansão de sua rede 5G em 33 cidades nos estados de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás e São Paulo. Pioneirismo é, inclusive, a palavra-chave quando o tema é 5G, já que em dezembro de 2021 a Algar Telecom foi a primeira operadora do país a ofertar esse serviço, na frequência de 2.3 GHz, para Franca (SP), Uberaba (MG) e Uberlândia (MG).
A evolução tecnológica trouxe uma melhor experiência para o consumidor em velocidade, menor latência - tempo para a transferência de dados – e aumento de potencial para o uso da internet por meio do celular, tanto para a execução nos mais variados tipos de aplicativos e nas redes sociais, como também em jogos eletrônicos e na exibição e compartilhamento de vídeos. Essa expansão contribuirá para o avanço de negócios nas empresas, incluindo as aplicações de IoT (Internet das Coisas), de inteligência artificial, entre outros. 
O Brain surgiu dessa veia inovadora, que é um dos principais pilares da cultura Algar Telecom. O centro de inovação fundado pela empresa tem o propósito de conectar pessoas e ideias e formar parcerias estratégicas, oferecendo estrutura para a elaboração de soluções digitais e disruptivas que simplificam o dia a dia de pessoas e empresas. Lançado em 2017, ele está sediado em Uberlândia (MG) e possui filiais em São Paulo (SP), Recife (PE) e Lisboa (Portugal).
Por meio do modelo de inovação aberta e parcerias estratégicas, o centro tem como foco Internet of Things (IoT), Digital, 5G e Cloud/Edge Computing, para as verticais de negócios de Agronegócios e Farming, Indústria 4.0, Saúde, Small Medium Business e Smart Spaces. A colaboração é o princípio básico do Brain, que atua junto de grandes organizações, universidades e startups. A ideia é aliar a expertise da Algar Telecom em conhecimento, relacionamento e fornecimento de serviços TIC ao segmento B2B, com parceiros que detenham expertise no fomento de tecnologias, visando a criação de produtos para grandes, médias e, principalmente, pequenas empresas.

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão