Thumbnail

A Mid-Level Managers é, sem dúvidas, uma das posições mais delicadas e, ao mesmo tempo, com mais oportunidades no mercado de trabalho.

Allan Costa

Allan Costa

Allan Costa é empreendedor, investidor-anjo, mentor, escritor, motociclista e palestrante em dois TEDx e em mais de 100 eventos por ano. Co-fundador do AAA Inovação, da Curitiba Angels e Diretor de Inovação da ISH Tecnologia. Mestre pela FGV e pela Lancaster University (UK), e AMP pela Harvard Business School.

Carreira e Gerenciamento

The Messy Middle: 4 Insights Práticos para Mid-Level Managers

20/12/2022 12:07
Scott Belsky, co-fundador da plataforma Behance, que ele vendeu para a Adobe, tem um conceito de que gosto muito - e que é também o nome de um livro publicado por ele: The Messy Middle. Segundo Belsky, existem muitos livros para empresas que estão começando e muitos outros sobre como gerir uma empresa que já atingiu um determinado tamanho, mas existem poucos sobre o processo de crescimento de uma empresa, onde existem poucas respostas certas, o que ele chama de Messy Middle.
Concordo totalmente com o autor e, inspirado por ele, resolvi direcionar o artigo de hoje a profissionais que podem estar passando pelo Messy Middle, não em suas empresas, mas em suas carreiras.
Da mesma forma como acontece com livros sobre empresas, vejo que existem muitos livros e artigos escritos para quem está começando e outros tantos para quem já tem um cargo executivo, mas bem menos material para quem está em cargos intermediários, conhecidos pela expressão “Mid-Level Managers”.
Esta é, sem dúvidas, uma das posições mais delicadas e, ao mesmo tempo, com mais oportunidades no mercado de trabalho. Você provavelmente já possui uma equipe própria, com vários profissionais juniores que precisam da sua atenção e mentoria para executar o que precisa ser executado, ao mesmo tempo em que você pode não ter um grau tão elevado de autonomia, já que ainda precisa responder para um outro gerente ou head da área. Manejar essa necessidade de fazer com que o time execute sob a sua liderança, ao mesmo tempo em que precisar alinhar as expectativas de quem está acima de você não é nada fácil.
Baseado na minha própria experiência - como você sabe, procuro só falar daquilo que, efetivamente, já vivi - separei 4 insights práticos para quem tem um cargo de Mid-Level Management:
1) Comunicação é uma skill subvalorizada
Já falei sobre esse ponto em outros artigos, mas conforme você avança em sua carreira, comunicação se torna uma habilidade cada vez mais essencial. No caso desse momento específico da carreira, ela é importante por que você estará em uma posição onde é preciso comunicar com clareza o que você precisa para aqueles que estão abaixo de você, ao mesmo tempo em que comunica com clareza como tudo está indo a quem está acima de você. Outro ponto importante: comunicação, além de uma skill, deve ser vista também como um hábito.
2) Feedback
Pode parecer óbvio, mas você ficaria surpreso como dar e pedir feedback ainda é uma prática em falta em muitas empresas e, assim como no caso da comunicação, esta é uma prática muito importante para mid-level managers. Isso acontece por que você ainda está se desenvolvendo como líder, ou seja, ter feedback de quem está abaixo e acima de você é fundamental para que você continue a evoluir.
3) Alinhamento
Ser um Mid-Level Manager significa precisar ser muito bom em manejar diversos pratos ao mesmo tempo. Isso tem tudo a ver com alinhamento. Por diversas vezes, aquilo que é passado ou esperado pelas diretorias acaba não sendo bem compreendido pelos executores, e sua tarefa como manager é fazer com que as expectativas do que vem de cima sejam compreendidos e executados da melhor forma por aqueles que estão embaixo.
4) Resultados
Por fim, lembre-se sempre que, como em qualquer empresa e em qualquer nível hierárquico, sua missão é entregar resultados. Você pode ser o melhor manager do mundo, mas se no final do dia não entregar bons resultados, isso não será bem visto por quem está em cima. Sempre, sempre, sempre otimize para entregar resultados.

Enquete

Imagine a possibilidade de criar vídeos realistas com ferramentas de inteligência artificial, como o Sora. Você teria interesse em utilizar uma ferramenta como essa no futuro?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão