Thumbnail

A cibersegurança não é mais uma questão técnica, mas uma preocupação que atinge o nível decisório mais alto das empresas. Crédito: Pikisuperstar / Freepik.

Allan Costa

Allan Costa

Allan Costa é empreendedor, investidor-anjo, mentor, escritor, motociclista e palestrante em dois TEDx e em mais de 100 eventos por ano. Co-fundador do AAA Inovação, da Curitiba Angels e Diretor de Inovação da ISH Tecnologia. Mestre pela FGV e pela Lancaster University (UK), e AMP pela Harvard Business School.

Ataques cibernéticos

O caminho sem volta da cibersegurança

12/12/2023 17:44
Hoje, quero trazer à tona um tema que se tornou não apenas relevante, mas crucial para empresas de todos os portes: a segurança digital, ou, para usar a expressão que tem se consolidado no mercado, cibersegurança.
Nos últimos anos, testemunhamos um aumento exponencial no número de ataques cibernéticos e nos prejuízos relatados devido a falhas de segurança. Não podemos mais ignorar o fato de que a cibersegurança não é mais uma questão técnica, mas uma preocupação que atinge o nível decisório mais alto das empresas, alcançando o C-Level e as reuniões de conselho.
De acordo com um relatório do Cybersecurity Ventures, o custo global dos crimes cibernéticos atingiu a impressionante marca de US$ 6 trilhões em 2021 - e esse número continua a crescer. Apenas nos Estados Unidos, mais de 2.200 empresas reportaram violações de dados em 2020, expondo mais de 36 bilhões de registros. E, importante considerar, por trás desses números de violação de dados, estão muito mais empresas que não reportaram seus vazamentos. E essa tendência não está diminuindo - está se acelerando.
Assim, fica claro porque a cibersegurança se tornou um "caminho sem volta" para as empresas. Isso é explicado pela natureza dos negócios nos tempos atuais. Vivemos em uma era digital, na qual a tecnologia permeia todos os aspectos de nossas operações. Desde o armazenamento de dados até a comunicação com clientes e parceiros, a tecnologia é a espinha dorsal das empresas modernas. E, com essa crescente dependência da tecnologia, surge uma vulnerabilidade significativa.
As empresas não podem mais se dar ao luxo de tratar a cibersegurança como um assunto secundário. Ela deve ser incorporada ao DNA da organização, desde o planejamento estratégico até a cultura corporativa. É o que chamamos de “security by design”. É por isso que a cibersegurança não está mais restrita aos departamentos de TI; ela se tornou uma responsabilidade de todos na empresa.
Não existe bala de prata nem receita de bolo para resolver todos os problemas de segurança digital nas empresas. Mas, seguramente, existem algumas iniciativas que contribuem para elevar o nível de maturidade em cibersegurança e ajudar a proteger melhor os ativos digitais. Aqui estão algumas:
            Em resumo, a cibersegurança não é mais uma escolha, mas uma necessidade para empresas de todos os portes. A segurança cibernética não apenas protege os ativos digitais da empresa, mas também sua reputação e relacionamento com clientes e parceiros. É um caminho sem volta, e as empresas que não trilharem esse caminho estarão em risco. A hora de agir é agora, antes que seja tarde demais.

            Enquete

            As ferramentas de IA estão se tornando cada vez mais populares e acessíveis, com diversas opções disponíveis para diferentes necessidades. Qual delas você mais utiliza?

            Newsletter

            Receba todas as melhores matérias em primeira mão