Thumbnail

O conceito de avanço não linear da Inovação é importante para gestores porque quebra a ideia de que a inovação acontece em todo lugar, da mesma forma, ao mesmo tempo. Crédito: Rawpixel.com / Freepik.

Allan Costa

Allan Costa

Allan Costa é empreendedor, investidor-anjo, mentor, escritor, motociclista e palestrante em dois TEDx e em mais de 100 eventos por ano. Co-fundador do AAA Inovação, da Curitiba Angels e Diretor de Inovação da ISH Tecnologia. Mestre pela FGV e pela Lancaster University (UK), e AMP pela Harvard Business School.

Inovação

O avanço não linear da inovação

07/11/2023 10:25
Um dos conceitos mais importantes que aprendi sobre inovação é o que chamo de Avanço Não Linear. Já vi incontáveis projetos de inovação falharem simplesmente por que esse conceito foi ignorado por gestores. A ideia é simples: a inovação, embora muitas vezes a tratemos como um grande bloco monolítico, não acontece de forma linear.
Não estou falando aqui da tecnologia em si, já que muitas vezes falamos de inovação e de avanços tecnológicos e como eles crescem de forma exponencial, seguindo a Lei de Moore.
Estou falando muito mais de um aspecto temporal. Para exemplificar, vamos analisar um dos tópicos mais em alta na atualidade: inteligência artificial. Se analisarmos a IA de forma linear no tempo, podemos ter a tendência de pensar que ela surgiu “do nada”, do ano passado para cá e que, agora, todo mundo sabe o que é ChatGPT, como usá-lo etc. Mas isso não é verdade.
O avanço não linear da inovação vai nos mostrar, por exemplo, que inteligência artificial já existe há praticamente 50 anos e que ela já vem sendo usada por grandes empresas de tecnologia há décadas. Contudo, o que tivemos do ano passado para cá foi uma abertura das aplicações para usuários comuns e pequenas e médias empresas.
Mesmo assim, como toda nova tecnologia, por mais abrangente que ela seja, existe um período de maturação até que ela chegue a uma grande parcela da população. Apesar de terem tido crescimentos exponenciais, a internet e os smartphones, por exemplo, seguiram essa tendência.
Além disso, existe outro aspecto importante: regionalismos.
Talvez a inteligência artificial seja uma assunto extremamente comum no Vale do Silício ou na Faria Lima, mas pode demorar anos para que essas mesmas aplicações comecem a ser usadas em lugares mais remotos ou por pessoas mais idosas, por exemplo.
Não existe certo ou errado aqui, existem apenas diferenças culturais e de acesso. Por exemplo, da mesma maneira que o YouTube ou o Instagram podem ser uma grande novidade para uma parcela da população, para outra é senso comum total. Carros autônomos ou elétricos podem ser senso comum em São Francisco, mas ainda parecem coisa de outro mundo e boa parte do globo.
O conceito de avanço não linear da Inovação é importante para gestores, porque quebra a ideia de que a inovação acontece em todo lugar, da mesma forma, ao mesmo tempo. Isso não é verdade. Para que consigamos realmente inovar, temos que levar em conta essa diferença temporal entre regiões.
Isso pode trazer oportunidades antes não vistas, já que é possível utilizar essa espécie de “arbitragem” como geração de negócios, uma vez que você pode implementar uma inovação que já deu certo e foi validada em um lugar onde ela ainda não chegou.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão