Thumbnail
Allan Costa

Allan Costa

Allan Costa é empreendedor, investidor-anjo, mentor, escritor, motociclista e palestrante em dois TEDx e em mais de 100 eventos por ano. Co-fundador do AAA Inovação, da Curitiba Angels e Diretor de Inovação da ISH Tecnologia. Mestre pela FGV e pela Lancaster University (UK), e AMP pela Harvard Business School.

Na prática

Como construir o propósito da sua empresa

11/05/2021 12:45
Essa não é a primeira vez — e provavelmente não será a última — que escrevo sobre propósito. Este tem sido um assunto sobre o qual tenho estudado e debatido bastante ao longo dos últimos 10 anos. Já discuti anteriormente o quão esse assunto acabou virando uma “modinha”, repetida à exaustão por líderes e empresas através de palavras bonitas estampadas nas mídias sociais, comunicações oficiais ou paredes dos escritórios. Dias atrás, através de uma pergunta que recebi, passei a pensar: como transformar o propósito em algo prático?
Um bom propósito, antes de tudo, é a principal promessa que a sua empresa faz para os clientes. Pense como um bom marqueteiro: como você reduziria a principal promessa da sua empresa para os clientes em uma frase?
Essa promessa deve ser tão única para o seu negócio quanto possível. Nada de frases genéricas já utilizadas por centenas de outras companhias. Se a sua empresa é única, isso deve começar pelo seu propósito.
Ao elaborar esta frase pense em dois objetivos principais: a estratégia do seu negócio deve ficar clara e deve ser inspiradora para colaboradores. O primeiro ponto é essencial, pois de nada adianta um propósito bem escrito que inspire colaboradores, mas que seja incapaz de se conectar à estratégia do negócio.
O propósito deve ser visto como o grande guia para onde o negócio está sempre remando. Não existe uma linha de chegada, ele é um farol que jamais é atingido. A estratégia é a forma como o negócio busca chegar lá.
Agora, de nada adianta que o propósito seja poderoso e bem alinhado com a estratégia se ele não é capaz de inspirar os colaboradores. Se o propósito é como um farol e a estratégia uma embarcação, os colaboradores são as pessoas que conduzem esta embarcação. Se elas não entenderem o real significado daquilo que estão fazendo o propósito será apenas um conjunto de palavras vazias.
O propósito também deve servir como um imã para talentos. Se a sua companhia tem dificuldades em atrair e reter talentos, vale dar uma olhada em qual propósito está sendo comunicado e como isso está sendo feito. Obviamente, o propósito sozinho não é capaz de motivar os colaboradores. Diversas outras variáveis são necessárias, mas ele deve funcionar como elo central de todas elas.
Outro ponto de atenção é o papel da liderança. Os líderes devem ser os grandes porta-vozes do propósito da sua empresa. Eles devem falar, e praticar, sobre propósito repetidamente deixando claro para os colaboradores qual a principal promessa da empresa para os consumidores. Isso deverá estar refletido em todas as suas ações e, por consequência, reverberar por toda a empresa.
Pare para refletir durante algumas horas qual a promessa fundamental da sua empresa para os seus clientes. A resposta deverá servir de guia para toda a tomada de decisão dentro da sua companhia, sempre levando em conta a estratégia e a importância de inspirar os colaboradores.

Enquete

Imagine a possibilidade de criar vídeos realistas com ferramentas de inteligência artificial, como o Sora. Você teria interesse em utilizar uma ferramenta como essa no futuro?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão