Thumbnail

Em praticamente 10 anos, vimos pessoas comuns se tornarem donas de verdadeiros impérios online, tudo a partir de suas marcas pessoais. Esta é a essência da Economia dos Criadores.

Allan Costa

Allan Costa

Allan Costa é empreendedor, investidor-anjo, mentor, escritor, motociclista e palestrante em dois TEDx e em mais de 100 eventos por ano. Co-fundador do AAA Inovação, da Curitiba Angels e Diretor de Inovação da ISH Tecnologia. Mestre pela FGV e pela Lancaster University (UK), e AMP pela Harvard Business School.

Economia de Criadores

A nova era da Creator’s Economy (ou Economia dos Criadores)

07/03/2023 20:03
Nos últimos anos, uma expressão nova invadiu o mundo dos negócios: Creator’s Economy (ou a Economia dos Criadores). Este novo paradigma trouxe diversas mudanças na relação entre negócios e consumidores e foi potencializado pelo surgimento e crescimento das grandes plataformas de conteúdo, como Instagram, TikTok, YouTube, Substack, Patreon, dentre várias outras.
Em praticamente 10 anos, vimos pessoas comuns se tornarem donas de verdadeiros impérios online, tudo a partir de suas marcas pessoais. Embora exista sim bastante coisa nonsense por aí, com criadores que crescem apenas às custas de polêmicas, temos milhares de criadores que trazem conteúdos extremamente relevantes para sua audiência e que conseguem monetizá-las a partir disso.
Mesmo com todo o crescimento exponencial  que tivemos ao longo da última década, acredito fortemente que ainda estamos no início dessa revolução. Perceba que, nos últimos anos, tivemos o surgimento de plataformas e tecnologias que permitiram que os criadores distribuíssem e monetizassem conteúdos baseados em determinados modelos de negócio destas plataformas. Isso por si só já criou um mercado de bilhões de dólares.
Para esta década, pense no que irá acontecer quando adicionarmos dois elementos muito poderosos a esta equação: Inteligência Artificial e Tokenização.
Apesar de todo o hype envolvido, a inteligência artificial nada mais é do que uma ferramenta de produtividade - e uma das mais poderosas já criadas pelo homem. Já estamos vendo o surgimento de plataformas capazes de criar imagens, vídeos, textos, 3D asset models e assim por diante, tudo a partir de frases digitadas pelo usuário. Imagine, agora, como este tipo de tecnologia irá evoluir ao longo dos próximos anos e como isso irá potencializar a criação de conteúdo. Teremos ganhos de produtividade na casa das centenas, talvez milhares de vezes.
A segunda parte da equação está ligada ao fenômeno da tokenização, no qual, cada vez mais, muitos ativos estão sendo transformados em tokens, baseados em blockchains, se tornando mais universais, seguros e líquidos.
Se nos últimos anos tivemos criadores construindo negócios inteiros baseados apenas nos modelos de negócio disponíveis das plataformas de distribuição, imagine o que virá por aí quando tivermos criadores sendo capazes de tokenizar praticamente qualquer um de seus produtos.
A junção entre inteligência artificial (produtividade) e tokenização (novos modelos de negócio) trará uma revolução ainda maior em comparação com a que tivemos nos últimos 10 anos. Aliando isso ao fato de que alguns desses criadores já possuem milhares ou até mesmo milhões de fãs, poderemos ter negócios bilionários (isso mesmo, com B), sendo criados a partir da atenção gerada por esses profissionais, aliados a novos modelos de produtividade e de negócio. Tudo isso com equipes extremamente enxutas. Não é maluquice imaginar negócios que poderão girar centenas de milhões de reais nos próximos anos, tendo duas, cinco ou dez pessoas no time.
O que vimos da Economia dos Criadores até hoje irá parecer brincadeira perto do que está por vir.

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão