Thumbnail

Para João Kepler, startup de cobranças QueroQuitar é uma das startups que estão à frente da nova economia no Brasil

João Kepler

João Kepler é empreendedor que investe desde 2008. Premiado como melhor Investidor Anjo do Brasil pelo Startup Awards. É diretor na FIESP e na ASSESPRO; conselheiro na ACE, ANPROTEC e ACSP; apresentador do Reality Show [O ANJO Investidor]. Autor de vários livros e conselheiro da Gazeta do Povo.

Revolução das startups

87 startups que estão mudando a economia

15/06/2020 14:39
No meu tempo, muitas marcas viravam sinônimo de produtos. É o caso da Danone, Durex, Gillette, Caldo Knor, Sucrilhos, Miojo, Aspirina, Bombril , Jet-ski e Band-aid, entre outros.
Hoje, são as startups também estão virando sinônimo, mas desta vez de serviços e negócios.
#mc_embed_signup{background:#fff; clear:left; font:14px Helvetica,Arial,sans-serif; width:100%;}
/* Add your own Mailchimp form style overrides in your site stylesheet or in this style block.
We recommend moving this block and the preceding CSS link to the HEAD of your HTML file. */
Veja abaixo como as coisas mudaram da economia tradicional para a nova economia ao longo dos últimos 10 anos:
  • Fitas de áudio viraram Spotify;
  • As fitas de vídeo viraram Netflix;
  • As cartas viraram e-mail;
  • O telefone fixo virou Whatsapp;
  • O disquete virou cloud;
  • A TV virou YouTube;
  • A enciclopédia virou Wikipedia;
  • O classificados de emprego virou LinkedIn;
  • O táxi virou Uber;
  • Álbum de fotos virou Instagram;
  • Bilhete virou Twitter.
Partindo dessa análise, pedi para algumas startups que fazem parte da Redebossa (comunidade de startups investidas pela Bossa Nova Investimentos) para dizer em que elas estão mudando com seus serviços e negócios o seu respectivo mercado. Ou seja: qual problema ela resolve?
Acompanhe o que está mudando agora e virando sinônimo no mercado:
Criar uma compreensão rápida e objetiva no mercado do “core” da atuação de cada startup investida pela Bossa Nova Investimentos, possibilitando um melhor posicionamento de mercado para clientes, convênios e parcerias.
Ninguém diz que o Deezer é o Spotify da TIM, ou que o Uber Eats é o iFood da Uber. O que falamos sempre como referência é que uma startup é “um Uber ou um Netflix” de tal setor. Não que isso seja errado, mas precisamos criar um posicionamento melhor para nossos negócios e startups.
Imagina quantas pessoas não têm conhecimento desses “sinônimos” e o que elas procuram no Google? Muitas vezes por falta da definição e conhecimento de termos buscados e posicionamento no mercado, a startup pode perder clientes potências só porque não foi encontrada.
Por exemplo: o que uma tradicional ou pequena empresa familiar, que não sabe que pode evoluir seus processos, buscaria no Google? Por seus problemas específicos. Então, se depois de ler esse artigo você tiver algum problema específico, basta lembrar disso:
Se seu site está lento? GOCACHE. Está com problemas de reembolso na empresa? ESPRESSO. Precisa aumentar a sua segurança digital? PHISHX. Precisa de tradutor de libras? HANDTALK. Quer fazer uma campanha com influenciadores? CELEBRYTS. Tem que substituir seu antigo PABX? NVOIP. Quer vender sua roupa usada? REPASSA. Fazer artes para suas redes sociais? TRAKTO. E por aí vai.

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão