Thumbnail

O seu dia é uma jornada, desde quando você acorda para ir ao trabalho ou estudar até a volta para casa, você tem uma série de desafios e atividades a serem cumpridos.

Hygor Ammirk*

Gamificação

Gamificação: como tornar coisas chatas viciantes

03/02/2023 19:30
Pense nas ações que você realiza todos os dias. Elas são basicamente como um jogo. O seu dia é uma jornada, desde quando você acorda para ir ao trabalho ou estudar até a volta para casa, você tem uma série de desafios e atividades a serem cumpridos. A Gamificação, em resumo, é uma estratégia baseada em jogos com objetivo de transformar determinadas atividades ou ações, sejam elas quais forem, em algo motivador, empolgante ou até mesmo divertido.
Todos os jogos, sejam eles de tabuleiros ou digitais, se baseiam em três elementos: Aprendizado, Desafios e Recompensa. E eles acontecem quase que em sequência dentro de um game, sendo os responsáveis por prender a sua atenção e te motivar a jogar diversas e diversas vezes, a ponto de nem ver o tempo passar.
Se estes três elementos não acontecem em um jogo, as pessoas não entendem, perdem interesse e por fim o abandonam rapidamente. Uma partida, uma sessão, um jogo… nunca é igual ao outro. E por isso é tão viciante.
Trazendo isto para o seu dia a dia, onde você é o protagonista deste jogo, no momento que acorda já tem vários objetivos para cumprir. Alguns deles você adora realizar, como tomar café da manhã em um lugar que gosta. Já outros, como por exemplo ir à academia, não gosta tanto assim e por vezes acaba abandonando, mesmo que esteja pagando por isso.
Você vai perceber que em muitas das atividades que você não gosta ou consegue realizar não estão presentes estes 3 princípios que comentei. Pegando como exemplo “Ir à academia”: Quando você começa, existe uma empolgação e você se esforça em frequentar a academia, você é Desafiado.
Durante este início de sua jornada, você aprende uma série de coisas novas o que te desperta vários estímulos, você está descobrindo e Aprendendo coisas novas. Mas aí chega o momento do rompimento, passando-se alguns meses, você começa a frequentar menos e abandona.
Pelo simples fato de você não ter percebido ainda o resultado em seu corpo ou na balança. Isto é, você não recebeu a sua Recompensa pelo seu esforço que foi tão dedicado.
Quando você toma a decisão de treinar, na verdade você não quer ir à academia, você quer a recompensa de ir até ela. E quando esta atividade não possui um destes 3 elementos, você provavelmente vai desistir dela.
Para conseguir realizar tarefas como estas é preciso construir mais do que uma rotina, é preciso construir um hábito. Um hábito é construído através da repetição de determinadas ações e o mais importante o reforço positivo ao realizá-las. E é aí que entra a Gamificação.
O jornalista Charles Duhigg , autor do livro "O Poder do Hábito" realizou uma série de entrevistas com pesquisadores e teve contato com diversas pesquisas científicas do mundo todo, ele explica em sua obra como os hábitos se formam e como podem ser moldados. Ele expõe três pontos ideais para construir um hábito: Gatilho, Rotina e Recompensa.
Se trabalharmos em outras palavras, os pontos citados por Duhigg se aproximam muito dos elementos essenciais dos games Aprendizado, Desafios e Recompensa. O “gatilho” é o desafio que te motiva a realizar aquilo, na “rotina” você irá descobrir e aprender coisas novas e por fim ao ser “recompensado”, você terá um hábito sólido e duradouro. Por isso, temos ouvido tanto esta palavra no mercado nos últimos anos.
Profissionais de todo mundo, assim como eu, tem se dedicado a construir tecnologias e ferramentas para que possamos vencer esses obstáculos, seja o objetivo ter uma vida mais saudável, aprender um novo idioma ou se organizar no dia a dia.
Analise e Gamifique a sua jornada, alimentando a cada dia com uma porção da percepção de valor, seguindo estes três pilares você conseguiria quebrar algumas barreiras que você nunca havia quebrado. Level Up!
*Hygor Ammirk, Head de Produto da RadarFit.

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão