Thumbnail

Caroline Popp Tetu*

Comunicação pós-crise

Maior desafio das marcas pós-crise será comunicar valores e ideias que se sustentem

31/05/2020 10:00
Nesse turbulento momento pelo qual o mundo atravessa, com aceleradas transformações em todas as esferas e ainda sem conseguirmos qualquer perspectiva sobre o período exato de uma retomada social e econômica como gostaríamos, precisamos também lidar com toda a adaptação a um novo estilo de vida pessoal e profissional.
Nesse cenário, muitas empresas precisam tomar decisões importantes e urgentes sobre seus negócios, suas estratégias de marketing e comunicação.
#mc_embed_signup{background:#fff; clear:left; font:14px Helvetica,Arial,sans-serif; width:100%;}
/* Add your own Mailchimp form style overrides in your site stylesheet or in this style block.
We recommend moving this block and the preceding CSS link to the HEAD of your HTML file. */
Apesar das autoridades e especialistas
apresentarem possíveis quadros cronológicos e comportamentais, é de senso comum
que toda a incerteza ainda perdure pelo menos até início de 2021, com possíveis
alternâncias de isolamento social e retomada de atividades.
A recuperação econômica passa também
pela recuperação do humor das pessoas, da segurança física e financeira, além
das “novas necessidades” geradas pela crise. E, mesmo que se apresente uma
vacina e/ou medicamentos mais efetivos contra a pandemia, será preciso lidar
com o fator “perda do medo”.
Então, qual seria o grande desafio das marcas para atravessar esse período? Em primeiro lugar, elas precisam estar em consonância com a sociedade, e entender esse novo espírito, esses novos hábitos, essa nova realidade. Para isso, é preciso pelo menos entender 4 elementos variáveis: renda, vida social, experiências e o processo de compra.
Entender esses quatro elementos é
fundamental para direcionar as estratégias de marketing.

E a comunicação?

A comunicação de forma correta é e será essencial em tempos de crise e pós-crise, tanto para a sobrevivência das marcas quanto das empresas em geral. Porém, é preciso dar um novo significado à comunicação, de forma alinhada com os novos anseios da sociedade que se tornaram mais presentes e que deverão permanecer.
A comunicação das marcas estará cada vez mais sob a atenção do público e deverá ser verdadeira e durável. Ganhará quem comunicar valores e ideias que se sustentem além desse período de pandemia. Abordagens emocionais, que transmitam empatia, que ofereçam soluções, que valorizem o ser humano, colocando as pessoas no centro de tudo, passando mensagens positivas e de bem-estar, mostrando felicidade às pessoas e promovendo movimentos sustentáveis, solidários e colaborativos.  
Tudo isso parece muito evidente e muito fácil de se comunicar. Mas precisa ser real. E, para tornar-se real, muitos precisarão se reinventar, adaptando-se às novas necessidades, criando novos produtos, novos sistemas captação e de atendimento ao cliente e novas formas de trabalhar.
Reinventar para um renascimento.
*Caroline Popp Tetu é publicitária, especialista em marketing e mídia e diretora da Popp Media Hub

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão