Thumbnail

Os métodos ágeis vêm ganhando cada vez mais importância, sobretudo quando falamos de ganho de produtividade.

Thiago Brant*

Métodos ágeis

Como a metodologia ágil pode ajudar na gestão de pequenas e médias empresas?

06/09/2023 19:49
A pesquisa “Dores dos Pequenos Negócios”, um estudo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), divulgado no primeiro semestre de 2023, identificou a recuperação pós-pandemia como uma das principais dificuldades dos empresários brasileiros na gestão dos pequenos negócios no país. Os participantes apontaram que os impactos econômicos causados pela pandemia de Covid-19 ainda são um desafio presente no dia a dia das pequenas empresas.
Porém, as dificuldades vão muito além da questão econômica e também envolvem questões de organização e estratégia do negócio. As empresas, seja qual for o porte delas, lidam com um dia a dia cada vez mais complexo e com particularidades a depender do segmento em que atuam. Esse contexto demanda que as empresas tenham cada vez mais flexibilidade para se adaptar rapidamente e com rapidez, e a gestão ágil tem tudo para auxiliar nesse objetivo.
O conceito de metodologias ágeis surgiu na década de 90, nos ambientes de desenvolvimento de softwares. Porém, seus preceitos já eram utilizados em diversos outros segmentos, como na indústria. Diferente das metodologias tradicionais, a metodologia ágil é focada no que realmente agrega valor para cada empresa, independentemente do tamanho do negócio e do segmento em que atua. O uso dos métodos ágeis tem avançado em segmentos como saúde, educação, marketing, vestuário, comunicação, indústria, e por aí em diante.
O estudo “A Agilidade na América Latina”, da NTT Data e MIT Technology Review, aponta que 34% das empresas de países como Brasil, México, Colômbia, Equador, Peru, Chile e Argentina já contam com mais da metade de suas equipes trabalhando com metodologia ágil. O estudo também mostra que, além da adoção do método na área de tecnologia, outras áreas das empresas também utilizam o método ágil: 44% das áreas de Inovação, 32% das áreas de RH, 30% das áreas de Marketing, além de um crescimento de 19% em Vendas e Atendimento ao Cliente e 18% em Finanças em comparação à análise em 2021.
A agilidade e a capacidade de se adaptar com rapidez, de acordo com os feedbacks de cada entrega ou processo, são diferenciais que podem ajudar pequenas e médias empresas a extraírem o seu máximo potencial. Entre os principais benefícios da utilização de metodologias ágeis em PMEs estão a maior adaptabilidade a mudanças de prioridades, redução de problemas e falhas, aumento da produtividade e de qualidade das entregas, o que impacta diretamente na lucratividade, além de maior previsibilidade.
As metodologias ágeis consistem no fracionamento de entregas em ciclos menores. Com isso, eventuais problemas podem ser corrigidos mais rapidamente e os planejamentos serem revistos, além de acelerar entregas de um determinado projeto. Existem diversos métodos ágeis, que podem ser utilizados conforme a necessidade de cada empresa.
Os métodos ágeis vêm ganhando cada vez mais importância, sobretudo quando falamos de ganho de produtividade, e isso é um ponto muito crucial para todas as empresas, incluindo as pequenas e médias. O desenvolvimento de uma cultura ágil se tornou importante como nunca.
*Thiago Brant é Chief Ecosystem Officer e fundador da Agilers.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão