Thumbnail

O relatório "Futuro do Crescimento" tem como objetivo analisar, de forma multidimensional, o andamento e a qualidade do crescimento econômico dos países, assim como os caminhos de desenvolvimento tomados por diferentes nações. Crédito: Freepik.

Marcelo Gripa

Marcelo Gripa

Marcelo Gripa é jornalista, especialista em comunicação corporativa e co-fundador da Futuros Possíveis, plataforma que gera discussões e inteligência sobre futuros.

Futuro do Crescimento

3 pontos de atenção para o crescimento econômico do Brasil no futuro

23/01/2024 15:41
Em um estudo produzido pela Fundação Dom Cabral em parceria com o Fórum Econômico Mundial divulgado na semana passada, o Brasil tirou nota máxima em recursos hídricos e produção agrícola e zero em igualdade econômica e em termos de polarização política. 
O relatório "Futuro do Crescimento" tem como objetivo analisar, de forma multidimensional, o andamento e a qualidade do crescimento econômico dos países, assim como os caminhos de desenvolvimento tomados por diferentes nações. O crescimento é medido pelo PIB per capita e sua variação nos últimos cinco anos.
Para analisar o potencial de crescimento, o relatório observa 4 pilares: inovação, inclusão, sustentabilidade e resiliência, segundo os aspectos talento, recursos, financeiro, pesquisa e tecnologia e institucional como subitens. Os indicadores são combinados para formar uma pontuação geral em uma escala de 0-100 pontos, a partir de metodologia proprietária única e resultando em um índice.

O presente: do 100 ao 0

As notas máximas tiradas pelo país (em recursos hídricos e produção agrícola) se encaixam no pilar de resiliência, dada a capacidade de contornar eventos que podem afetar o suprimento de recursos essenciais.
"A diversificação da matriz energética e os investimentos em energias renováveis posicionam o Brasil de forma vantajosa diante das crescentes tendências de transição energética e descarbonização", aponta o comunicado da Fundação Dom Cabral sobre o relatório. Além disso, outro ponto favorável para o Brasil está na infraestrutura de telecomunicações, que, segundo a análise, oferece potencial para impulsionar negócios, promover inclusão e sustentabilidade, destacando-se pela boa presença de capital e cobertura de rede móvel.
Já a nota zero aplicada ao critério de igualdade econômica (que integra o pilar inclusão) se resume à necessidade de uma maior distribuição de riqueza, renda e acessos a serviços financeiros. "O investimento em educação é apontado como crucial para combater a desigualdade de renda (...) Apesar dos avanços como o PIX e a moeda digital Drex, a exclusão financeira persiste, destacando a importância de ações para promover maior inclusão digital e acessibilidade ao sistema financeiro no Brasil", resume o texto.

Brasil frente ao mundo

O Brasil está abaixo da média mundial nos pilares de inovação (41,8 x 45,2), inclusão (55,31 x 55,9) e resiliência (52 x 52,8). O único pilar em que o país aparece acima da média mundial é o de sustentabilidade (56 x 46,8). "Esses resultados não destoam muito da média mundial, porém devem ser aprimorados, por meio de políticas públicas e estratégias organizacionais que enderecem os principais desafios atuais, para potencializar o crescimento sustentável diante de novas tendências emergentes no âmbito tecnológico, social e político", sugere o texto.

O futuro: 3 pontos essenciais

De acordo com o documento, a  construção de uma agenda para o futuro de crescimento do Brasil deve considerar três pontos de atenção que precisam ser endereçados nos próximos anos, incluindo esforços de instituições públicas e privadas para isso.
Propriedade intelectual: o desenvolvimento e a aplicação de propriedade intelectual para que a economia seja capaz de absorver progressos tecnológicos, sociais, institucionais e organizacionais. "Para efeitos comparativos, os EUA tiveram 49.974 patentes registradas nos últimos três anos e 3 marcas registradas para cada 1000 habitantes em 2022; o Japão, 67.223 patentes e 2 marcas por 1000 habitantes; e a Coreia do Sul, 22.938 patentes e 6 marcas por 1000 habitantes em 2022. Já o Brasil teve 480 patentes registradas e 2 marcas por 1000 habitantes no mesmo ano", compara o conteúdo.
Maior inclusão no sistema financeiro: combater as barreiras de inclusão a partir de maior distribuição de riqueza e renda e ampliação do acesso às contas bancárias. "O investimento em educação se apresenta como ação indispensável para reverter esse cenário. Estratégias e políticas adotadas pela Suíça indicam lições importantes que podem ser adotadas em maior escala no Brasil, entre elas: maiores recursos públicos para educação de base e um amplo sistema de ensino técnico que promova a inserção de jovens no mercado de trabalho", diz o comunicado.
Desenvolvimento profissional e aprimoramento de novas competências: adoção de uma agenda para  "upskilling" (aperfeiçoamento de competências existentes) e "reskilling" (aquisição de competências totalmente novas) para adaptação ao novo ambiente da transformação digital. "As macrotendências digitais estão transformando de maneira significativa as habilidades necessárias para que as empresas permaneçam competitivas e operem efetivamente no cenário de transformação digital", indica o texto. Segundo pesquisa conduzida em 2023 pela Fundação Dom Cabral sobre o Futuro do Trabalho, em colaboração com o Fórum Econômico Mundial, 44% das habilidades dos trabalhadores no Brasil devem sofrer alterações nos próximos cinco anos e 60% da força de trabalho atual vai necessitar de treinamentos.

E vem aí o GazzSummit

O GazzSummit Agro e Foodtechs é uma iniciativa pioneira do GazzConecta para debater o cenário de inovação em dois setores de grande relevância para o país. O evento será realizado nos dias 8 e 9 de maio de 2024 com o propósito de conectar e promover conhecimento para geração de novos negócios, discussão de problemas e desafios, além de propor soluções para o setor.
O GazzSummit promove a disseminação de tecnologias e práticas de inovação que possam levar a cadeira produtiva ainda mais longe. Uma super estrutura espera os participantes, que poderão conferir mais de 30 palestrantes e mais de 300 empresas. O evento vai reunir players importantes do ecossistema como grandes empresas, cooperativas, produtores, entidades públicas, startups e inovadores. Garanta já a sua inscrição no site.

Enquete

As ferramentas de IA estão se tornando cada vez mais populares e acessíveis, com diversas opções disponíveis para diferentes necessidades. Qual delas você mais utiliza?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão