Thumbnail

Dados do IBGE apontam que 25% dos empreendedores brasileiros destacam a falta de gestão como o principal motivo para fecharem suas empresas.

Thiago Ayres

Thiago Ayres

Thiago Ayres é pai, empresário e empreendedor serial, investidor e especialista em crescimento de negócios através de gestão inteligente. Rodou mais de 20 países ajudando dezenas de empresas a faturarem mais de 1 bilhão e centenas de empresários a terem mais riqueza e liberdade.

Planejamento estratégico

A maioria das empresas morre por falta de gestão; evite ser mais uma

26/07/2023 17:10
Ter uma boa ideia basta para ter sucesso nos negócios? Categórico NÃO. Não é o suficiente para prosperar no empreendedorismo. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que 25% dos empreendedores brasileiros destacam a falta de gestão como o principal motivo para fecharem suas empresas ainda nos primeiros anos.
Podemos comparar a falta de gestão adequada a um navio que navega sem um capitão experiente no comando. A ausência de uma liderança sólida que consiga indicar a direção a ser seguida faz com que a empresa fique à deriva, propensa a diversos transtornos que poderiam ser evitados.
Mas você saberia identificar quais são os fatores que contribuem para tornar a gestão ineficaz ou até inexistente?
A falta de planejamento estratégico, sem dúvidas, lidera o ranking. Empresas que iniciam suas operações sem um plano sólido, visão clara do seu mercado e metas definidas tendem a “empacar” ou perder o rumo. Construa uma casa sem projeto, por exemplo, e veja as bases ficarem instáveis, dando margem para um resultado desastroso, frustrante - e caro.
A má gestão financeira é também o que interfere na continuidade de muitos negócios: empresa que não mantém um controle rigoroso das finanças, não faz projeções e nem gerencia adequadamente o fluxo de caixa, acaba acumulando dívidas excessivas.
Por isso, o essencial é buscar assessorias especializadas, contar com profissionais qualificados e sempre se atualizar nas suas habilidades como empresário(a) e gestor(a), assim a empresa tem mais chances de ter uma gestão financeira saudável e sustentável.
Outro ponto primordial em que as empresas ainda pecam muito é na gestão de pessoas, sendo que essa área diz muito sobre o sucesso ou fracasso de um empreendimento. Entre os problemas de negligenciar essa parte estão os processos de seleção e contratação ruins, falta de comunicação, conflitos internos e ausência de treinamentos adequados. É de extrema importância investir na cultura organizacional, proporcionar oportunidades de crescimento e desenvolvimento para colaboradores.
E pra fechar a lista, a falta de gestão também costuma pegar as empresas na área de VENDAS. Muitas empresas não conseguem alcançar e manter uma base sólida de clientes. O amadorismo comercial das empresas no Brasil começa na falta de processos claros, papeis e responsabilidades e gestão por dados e indicadores. Soma-se a falta de compreensão do público-alvo, uma estratégia de marketing sem estudos de mercado, serviços e ofertas de produtos inadequados e, dessa forma, não consegue se destacar dos seus concorrentes.
Inovação é palavra da nossa era, por isso, é primordial que as empresas se adaptem às necessidades atuais, ainda mais em um mundo em constante evolução, que exige a necessidade de adaptação.
Não acompanhar as tendências do mercado, a transformação digital e a falta de interesse em se reinventar, quando necessário, pode tornar o negócio obsoleto, levando-o ao seu declínio.
Agora eu lhe pergunto: o seu negócio vive ou está prestes a ser enterrado?

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão