Thumbnail
Thiago Ayres

Thiago Ayres

Thiago Ayres é pai, empresário e empreendedor serial, investidor e especialista em crescimento de negócios através de gestão inteligente. Rodou mais de 20 países ajudando dezenas de empresas a faturarem mais de 1 bilhão e centenas de empresários a terem mais riqueza e liberdade.

Empreendedorismo

3 passos para começar 2023 com as contas da empresa no azul

10/11/2022 17:53
Chegamos ao último trimestre de 2022 e, com ele, várias despesas extras para os empresários: pagamento de 13º, férias e contratação de mão de obra temporária. Muitos já estão fazendo contas para não começarem o próximo ano com dívidas, afinal, esses e muitos outros custos estão presentes nos caixas das empresas nesta época do ano.
E tem que ficar de olhos bem abertos mesmo. Isso porque, segundo a Serasa Experian, pouco mais de 6 milhões de empresas estão inadimplentes – ainda reflexo da pandemia, que começou em 2020. Muitas companhias, a maioria do setor de serviços, precisaram recorrer a empréstimos em instituições financeiras para continuarem funcionando e agora estão com dificuldades para pagar as parcelas. Ainda tem a alta da inflação, que fez com que o número de consumidores inadimplentes aumentasse, afetando, diretamente, o fluxo de caixa e desempenho das empresas.
E porque é tão importante manter a organização financeira do seu empreendimento? Parece óbvio, mas muita gente ainda peca nisso. A sua empresa pode até vender e faturar bem, mas se as contas não estiverem em dia, o lucro não aparece. Se não houver organização, a empresa não crescerá.
E como estamos aqui para te ajudar e garantir que seu negócio comece com as contas no azul em 2023, separamos quatro dicas para você aplicar ainda este ano:
1 – Faça a previsão de todas as entradas e saídas até janeiro de 2023.
Tudo que você vai gastar, seja com compras ou contratações, precisa estar listado, assim como tudo que irá receber. Isso ajudará a ter clareza dos gastos e lucros da empresa, bem como um fluxo de caixa preparado.
2 – Renegocie as dívidas
Em momentos de crise, é muito comum que os fornecedores tenham flexibilidade e aceitem o parcelamento de dívidas em mais vezes, por exemplo. Aproveite, caso seja interessante para o seu negócio. Além disso, é interessante que você troque dívidas ruins por dívidas melhores. Por exemplo: se você tem dívidas de limite rotativo de conta ou de cartão de crédito, é indicado trocar esse débito por um empréstimo de capital de giro no banco para quitar tais dívidas, pois os juros e prazos serão bem melhores.
3 – Trace um plano de ação
Com a previsão de receita em mãos (primeira dica), trace um plano de ação de tudo que é possível fazer para aumentar as vendas e receitas do ano.
Aproveite o fim do ano para considerar tudo que funcionou na empresa e tudo que não saiu como esperado. Coloque em prática todas essas ações. Aprenda com os erros e aplique o que deu certo em 2023 também.
Aposto que a saúde financeira da sua empresa será melhor, o lucro virá e você entrará em 2023 pronto para crescer e encarar novos desafios. Quem sabe ainda não sobra um tempo, após o pico de vendas, para aproveitar uns dias de férias com a família? Afinal, você não pretende viver, para sempre, escravo dos boletos e planilhas, não é mesmo?
Agora eu quero saber a sua opinião. Isso tudo fez sentido para você e sua empresa? Você já teve algum resultado aplicando esses passos no seu empreendimento? Me conta lá no Instagram @_oayres
*Thiago Ayres é pai, empresário e empreendedor serial, investidor e especialista em crescimento de negócios através de gestão inteligente. Rodou mais de 20 países ajudando dezenas de empresas a faturarem mais de 1 bilhão e centenas de empresários a terem mais riqueza e liberdade. Entre em contato através do LinkedIn ou do Instagram.

Enquete

Imagine a possibilidade de criar vídeos realistas com ferramentas de inteligência artificial, como o Sora. Você teria interesse em utilizar uma ferramenta como essa no futuro?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão