Thumbnail

WhatsApp Pay ainda deixa brasileiros inseguros.

Desconfiança

WhatsApp Pay: 60% dos brasileiros não vão usar o serviço, diz pesquisa

GazzConecta
10/06/2021 12:00
Com 120 milhões de usuários do WhatsApp no Brasil, a ferramenta WhatsApp Pay teria tudo para ser um sucesso por aqui, mas, segundo o relatório ‘A Experiência dos Correntistas dos Principais Bancos Brasileiros’ — Akamai com a Cantarino Brasileiro —, 60,36% dos brasileiros não pretendem utilizar o serviço de pagamentos por não o considerarem seguro.
O estudo entrevistou mais de mil usuários brasileiros do
WhatsApp em maio deste ano.
Segundo o mensageiro, as transferências são seguras, feitas de um banco para outro, sem a interferência dele. O recurso de pagamentos é processado pelo Facebook Pay e pela Cielo no Brasil. Ainda, o Banco Central, declarou em nota, que o WhatsApp Pay poderá abrir novas perspectivas de redução de gastos para os usuários de serviços de pagamentos.

Fraudes no WhatsApp Pay?

As garantias técnicas que a plataforma dá para a segurança das transações não parecem convencer a maioria dos entrevistados. O WhatsApp é famoso pela diversidade de golpes sofridos por usuários em todo o mundo, e a frequência com que essas fraudes aparecem no noticiário é grande.
Contudo, Helder Ferrão, gerente de marketing de indústrias
Latam da Akamai, diz que a maior parte dos ataques que roubam informações
pessoais depende diretamente da maneira como o usuário lida com o mensageiro.
“O Brasil é o terceiro país onde as pessoas passam mais tempo usando aplicativos no mundo e, com o aumento desse hábito durante a pandemia, seja para fazer compras ou para socializar, há grande fluxo de dados, portanto, há maior risco de golpes e perdas dessas informações pessoais.
Os serviços online trazem uma praticidade inegável para a vida dos brasileiros, mas é preciso estar atento à legitimidade e confiabilidade do meio digital que está sendo utilizado antes de inserir seus dados”, disse ele.

"Iniciador de Pagamentos"

Antes de chegar ao Brasil, o WhatsApp Pay foi implementado nos EUA em 2019 e, desde 2020, já funciona na Índia, de forma limitada. No Brasil, o Banco Central concedeu autorizações de funcionamento que permitem a realização de transferências bancárias. Portanto, em breve os usuários já poderão iniciar uma transferência ou pagamento pelo aplicativo de mensagens.
Agora, o WhatsApp Pay será um iniciador de pagamentos, ou seja, busca atuar como mediador das negociações sem interferir na concentração de mercado, privacidade, transparência e segurança.
Como um iniciador de pagamentos, o WhatsApp pode movimentar
o dinheiro, mas não pode participar do fluxo financeiro da transação. Mas,
apesar de as transações não terem interferência do próprio WhatsApp, com a
senha PIN, requerida para cadastrar a forma de pagamento no aplicativo, já é
possível ter acesso a todas as transações e informações bancárias do usuário.
Em caso de atividades suspeitas no WhatsApp Pay, os usuários no Brasil têm que entrar em contato com o suporte do Facebook, outra plataforma com histórico ruim no gerenciamento de dados pessoais de seus usuários.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão