Thumbnail

Crise do coronavírus

Em meio à crise, startups criam sistemas para aumentar vendas de pequenos varejistas

Patrícia Basilio, especial para GazzConecta
27/03/2020 22:02
Pequenas e médias empresas foram as primeiras sentir o impacto da crise do coronavírus. Sem fluxo de caixa para lidar com uma queda brusca nas vendas durante a quarentena, muitas avaliam cortar pessoas ou fechar as portas. Para apoiar os varejistas que possuem apenas loja física e estão sem operar, as startups curitibanas Ebanx e Olist estão lançando plataformas rápidas para incluí-los no mundo do e-commerce.
Unicórnio curitibano, o Ebanx lançou nesta quinta-feira (27/3) o Ebanx Beep, sistema que permite a venda de vouchers por varejistas que estão sem fluxo de caixa por conta da crise. Com o cupom, pequenos comércios e profissionais autônomos, como manicures, diaristas, barbeiros e confeiteiros, podem oferecer seus produtos e serviços virtualmente e combinar a data de troca do crédito com os próprios clientes.
Para chegar a um maior número possível de empreendedores, a fintech realocou 50 consultores de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Alagoas para dar assistência aos comerciantes que quiser montar suas lojas na plataforma.
“Essa semana foi piloto, mas já estamos com 400 lojas montadas. Infelizmente, o momento não é de comemoração. Não era assim [à força] que a inclusão digital deveria acontecer, mas, pelo menos, esses empreendedores terão um novo canal para vendas no futuro”, afirmou André Boaventura, sócio do Ebanx.
Além de oferecer produtos e serviços, os vendedores cadastrados na plataforma também podem utilizar o sistema de processamento de pagamentos do Ebanx Pay, que aceita boleto bancário e cartões de crédito.  “A Visa está entrando no projeto como parceira e na semana que vem teremos também uma parceria para delivery”, antecipou Boaventura, com exclusividade ao GazzConecta.
Segundo Fernando Teles, country manager da Visa do Brasil, a multinacional vai disponibilizar ferramentas de segurança e levar conteúdos de educação financeira ao empreendedores. "Queremos conectar o Ebanx Beep com a nossa plataforma Vai de Visa para que os consumidores finais tenham visibilidade dos negócios das empresas que estão mais próximas, utilizando recursos de geolocalização", explicou.

Vitrine virtual gratuita

Já a Olist, startup que promete conectar pequenos comerciantes a plataformas como Amazon, Mercado Livre, MadeiraMadeira e Americanas, lançou essa semana o app Olist Shops, vitrine virtual gratuita pequenos e médios lojistas.
De acordo com a startup, que é residente do Cubo Itaú, maior hub de empreendedorismo da América Latina, o aplicativo permite ganhar destaque dentro de grupos do Facebook e WhatsApp e pode ser usado para negociações no Instagram. “Em menos de três minutos, o usuário consegue cadastrar seus produtos ou serviços online e tirar dúvidas dos seus clientes pelo Whatsapp”, garantiu Tiago Dalvi, CEO do Olist.
O aplicativo, disponível em inglês, português e espanhol, não foi criado exclusivamente para apoiar os pequenos lojistas durante a crise do coronavírus, mas teve seu lançamento antecipado por conta da quarentena. Por conta da urgência,  a versão para iOS será disponibilizada a partir da semana que vem. Por enquanto, há apenas para celulares Android.
Em sete dias, o app já contabiliza 110 lojistas inscritos. Em duas semanas, uma nova funcionalidade será oferecida: a de registro de vendas. “O aplicativo não cobra mensalidade, taxa de adesão ou comissão. Ele é totalmente gratuito e a ideia é permanecer dessa forma, pois o objetivo com Olist Shops é aumentar a capilaridade do lojista e ganhar cada vez mais uma presença digital”, detalhou Dalvi.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão