Thumbnail

Estudo aponta que setor da telemedicina, em ascensão na pandemia, é uma das promessas para healthtechs nos próximos anos.

Healthtech

Startup capta investimento recorde e lança de planos de saúde digitais com telemedicina

Mariana Ceccon, especial para o GazzConecta
20/10/2020 20:42
Fundada para auxiliar planos de saúde a operarem de forma mais eficiente e menos custosa, a healthtech Sami anunciou, nesta terça-feira (20), a captação de um investimento de R$ 86 milhões. O valor é o mais alto investido na categoria Series A em startups da área de saúde na América Latina, de acordo com a agência internacional de notícias Reuters.
A rodada de investimento foi liderada pelos fundos Valor Capital Group e Monashees, e também contou com a participação de Redpoint eventures e Canary. Com o valor, a startup anuncia a sua entrada no mercado de planos de saúde, oferecendo uma versão digital do serviço que vai desde a sua contratação online até o acionamento de especialistas através da telemedicina.
“Hoje encontramos um mercado de contratação difícil e burocrática que oferece planos caros e sem qualidade, valorizando mais a quantidade de procedimentos do que a orientação e o cuidado coordenado de saúde. As pessoas pagam caro e na hora que precisam não conseguem usar”, explica Vitor Asseituno, médico fundador e presidente da startup.
Considerando-se uma "plataforma de saúde", a startup promete um time de cuidados 24 horas, além do atendimento físico dentro do Hospital Beneficiência Portuguesa
Considerando-se uma "plataforma de saúde", a startup promete um time de cuidados 24 horas, além do atendimento físico dentro do Hospital Beneficiência Portuguesa
A ideia é oferecer um time de especialistas disponível 24 horas para consultas online através da plataforma, sincronizar dados de saúde e hábitos de vida para acompanhar os pacientes em longo prazo. Outro ponto que justifica o interesse dos investidores é o modelo de remuneração dos profissionais pela qualidade do atendimento e não pelo número de consultas, um modelo chamado de value-based healthcare.
O lançamento do plano Sami deve ser feito em novembro, com custos que a startup promete serem de 10% a 20% menores do que os praticados no mercado. A princípio, a startup atenderá o plano corporativo, voltado para empresas com menos de 99 funcionários, na Região Metropolitana de São Paulo.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão