Thumbnail

Rafaela Herrera, Fernando Americano, Felipe Matos e Arnobio Morelix, da Sirius

Demanda em educação

Sirius, nova escola de formação em tecnologia, capta R$ 5 milhões

GazzConecta
11/08/2021 20:00
A Sirius, nova escola de formação em tecnologia, anunciou nesta quinta-feira (11) uma captação R$ 5 milhões em investimentos para iniciar suas operações. A rodada contou com a participação de investidores como Garan Ventures, Rafael Assunção, Camila Farani, bem como empreendedores fundadores de startups, como Rodrigo Cartacho (Sympla), João Selarin (TotalVoice / Zenvia) e Gustavo do Valle (Decorado).
A Sirius atuará em programas de micro-certificação de 6 meses, com formações nas áreas de Ciências de Dados e Inteligência Artificial, Desenvolvimento de Aplicações para Internet e Gestão de Produtos Digitais. Inicialmente, a escola terá o formato online, e posteriormente adotará o modelo híbrido com pólos físicos em São Paulo, Belo Horizonte e Florianópolis.
A proposta da escola surgiu da própria experiência do fundador Felipe Matos, em sua passagem por fundos de investimento, pela aceleradora Startup Farm e pelo programa governamental Start-Up Brasil, convivendo com a dificuldade de startups de encontrar mão de obra qualificada na área de tecnologia. Matos se juntou aos co-fundadores Rafaela Herrera, Fernando Americano e Arnobio Morelix para criar a Sirius, voltada para a formação de profissionais na área, tendo como diferencial uma forte aproximação com empresas empregadoras.
Felipe Matos, CEO da Sirius
Felipe Matos, CEO da Sirius
"Todo processo de aprendizado é prático, baseado no desenvolvimento de projetos reais, desenvolvidos em parceria com empresas empregadoras. Mesclamos conteúdo de alta qualidade com peer learning - em que estudantes aprendem uns com os outros, com oficinas e mentorias individualizadas. Dentre nossos professores e mentores, temos profissionais que trabalham como gestores e C-Leves de startups e grandes empresas de tecnologia, como Nubank e iFood, além de pesquisadores com passagens por Berkeley e Stanford. Também temos a presença de empresas empregadoras em todas as etapas do processo, da seleção, aos desafios reais do curso, passando pela possibilidade de contratação”, explica Matos sobre a metodologia da Sirius e a proximidade com empresas empregadoras.
Além da oferta de cursos, a Sirius apoia também as empresas empregadoras no recrutamento e seleção de novos profissionais, além de oferecer qualificação acelerada de profissionais já contratados. As empresas podem participar do processo de co-criação dos cursos, com mentorias, imersões práticas em seus desafios, além de oferecerem bolsas de estudo para custear a formação de pessoas que não podem pagar pelos cursos.

Enquete

No Google for Brasil 2024, a gigante de tecnologia anunciou diversas novidades para o mercado brasileiro. Dentre elas, qual lhe chamou mais a atenção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão