Thumbnail

Como funciona processo de fusão e aquisição

Jefferson Nesello

M&A: tudo o que você precisa saber sobre fusões e aquisições de empresas

Papo Raiz*
21/10/2022 15:53
Com a expansão do mercado de capitais brasileiro, fortalecer uma marca ou empresa se tornou prioridade e também um grande desafio para empreendedores, que estão em busca de novos horizontes e tendências neste ramo. Uma boa estratégia para que as empresas consigam alcançar mercados cada vez maiores são os processos de fusão e aquisição, tradução de M&A para o português.
Para falar sobre como funcionam os processos de fusão e aquisição de um negócio, o podcast Papo Raiz convidou Jefferson Nesello, CoFundador e Sócio-Diretor na Zaxo M&A Partners, uma empresa que através de uma metodologia própria presta consultoria em todas as etapas de uma operação de M&A, incluindo as atividades necessárias à preparação de empresas para o momento da efetiva transação e pós-transação, buscando sempre a valorização desses negócios.
Jefferson Nesello explicou que o trabalho da Zaxo, especialmente na área de M&A é baseado em “3Ps”: paciência, permanência e persistência. Ele ainda afirmou que, ao longo dos anos, a operação de fusão e aquisição passou a ser considerada um potencial de crescimento e é uma estratégia bastante eficaz dentro do mundo corporativo.
 “Se você não cria relações de longo prazo, não desenvolve credibilidade. Muitas vezes, quando você vai se relacionar com o target (público-alvo) para adquiri-lo também tem que criar relação, criar confiança e o interesse do outro lado”, explicou.
Segundo Nesello, como as organizações estão em constante movimento, essas operações societárias promovidas pelo M&A, quando bem-sucedidas, além de auxiliar no crescimento empresarial, podem aumentar a competitividade do negócio e reposicionar uma marca no seu ramo de atuação.

O que é o processo de M&A?

Como citado anteriormente, as estratégias de fusão e aquisição vem do inglês M&A (merges and acquisitions). No universo corporativo, o Sócio-Diretor na Zaxo M&A Partners explicou que a fusão acontece quando duas empresas se unem e formam um novo negócio, já a aquisição diz respeito ao ato de uma empresa comprar outra total ou parcialmente.
Nesello ainda ressaltou que essas estratégias de M&A têm suas particularidades e podem variar muito dependendo de qual for a meta ou o objetivo da empresa que recorre a esse modelo de operação.

Quando uma empresa deve procurar uma oportunidade de M&A?

De acordo com Jefferson Nesello, não existe momento certo para buscar operações desse tipo, existe tentar captar oportunidades da melhor forma, mas nem sempre os empresários estão preparados para fazer isso sozinhos. Ele ainda ressalta que, talvez, o melhor momento seja quando a ideia de transação financeira está em fase de maturação, pois assim o especialista em M&A vai conseguir dar a orientação de todo o processo da melhor forma, visando alcançar os objetivos empresariais de forma ágil e organizada.
“O melhor momento para acionar um advisor, seja para comprar ou para vender, eu diria que é desde o começo do processo em que você estiver com a ideia na cabeça, porque aí ele vai conseguir te ajudar a contar toda a história, planejar, fazer pesquisa de oportunidade seja em qualquer ponta (comprando ou vendendo) etc”, destacou Nesello.

Como funciona a estratégia de M&A em uma empresa?

Baseada na união empresarial ou compra de outro empreendimento, Jefferson Nesello explica que a aplicação da tática de M&A depende do caso concreto e de qual o objetivo que uma empresa possui.
“Você pode fazer M&A para crescer a base de clientes, para adquirir tecnologia, para adquirir canais de venda, atingir omnicanalidade, para expandir internacionalmente, ter competência de gestão, para adquirir dinheiro ou para realizar e eventualmente realocar capital em outra atividade”, disse.
O empresário ainda afirma que não existe uma razão pontual específica para recorrer ao processo de fusão e aquisição, pois uma empresa pode simplesmente aproveitar uma oportunidade de um ativo que está em condições ruins e fazer M&A para tentar alavancar os negócios.
Nesello aproveitou também para explicar o conceito de omnicanalidade, que foi citado por ele como uma das ações a serem obtidas com a estratégia de M&A. “Omnicanalidade é a multiplicidade de canais de negócios, em que você consegue atender os clientes de formas distintas”, esclareceu.

Quais são os estágios de investimentos de uma empresa?

Quando se fala em processos de fusão e aquisição no mundo corporativo, também se pensa muito nos estágios de desenvolvimento de uma empresa para que esta consiga expandir a atuação no ramo em que atua. Para Jefferson Nesello, os estágios de investimentos tratam-se dos estágios do capital, os quais hoje são muito mais fáceis de serem discutidos, na medida em que se tem uma quantidade de novos empreendimentos e empreendedores na mídia e na sociedade como um todo.
“O primeiro é o estágio próprio, que diz respeito ao dinheiro que você consegue para investir. Na medida em que o negócio traciona, o melhor dinheiro para tracionar não é do investidor, é do cliente, é fazer o negócio crescer e tracionar para que a própria operação gere recursos. Após você sair desse estágio do bolso familiar, você pode entrar num estágio do capital semente, que pode ser dividido em etapas, com um investidor-anjo, por exemplo, e depois você pode ir para um fundo de venture capital mais robusto”, explicou o CoFundador da Zaxo M&A Partners.

Quais são as tendências no mercado de M&A?

Com tendência de crescimento ainda para os últimos meses de 2022 e para os próximos anos, operações de M&A do país contam com algumas tendências, citadas por Jefferson Nesello, durante a entrevista ao podcast Papo Raiz. Entre as áreas em destaque para estratégias de fusão e aquisição empresariais, o CoFundador da Zaxo M&A Partners pontuou: engenharia e serviços ambientais; setor de saúde; setor alimentício e o ramo de tecnologia.
Nesello também fez um panorama sobre esse universo empresarial. “O motor de negócios das empresas para M&A continua e, claro, mais fortalecido para aquelas que têm mais condições de fazer, estão com liquidez e têm um bom negócio, mas eu diria que a velocidade de expansão das opções de investimentos já foi maior que o M&A das empresas”, afirmou.
O empresário ainda deixou um conselho para empreendedores que buscam a ascensão de seus negócios e querem utilizar ou já utilizam o processo de M&A.
“Se você quer crescer e se desenvolver, não faça isso sozinho. Você tem que se associar e dividir para conquistar, e quando você se associar deve ver como as coisas se complementam”, finalizou Nesello.
*Artigo produzido pelo Papo Raiz – uma conversa descontraída e divertida sobre empreendedorismo e assuntos em alta na sociedade.

Enquete

Imagine a possibilidade de criar vídeos realistas com ferramentas de inteligência artificial, como o Sora. Você teria interesse em utilizar uma ferramenta como essa no futuro?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão