Thumbnail

O empresário Juninho Conceição (esq.) no podcast Papo Raiz.

Juninho Conceição

Seu negócio não vai dar certo: como validar se a ideia de negócio é boa antes de dar o pontapé inicial

Papo Raiz*
18/01/2023 19:00
Ter uma ideia de negócio, mas ficar inseguro quanto ao real sucesso que esse projeto pode ter no mercado. Esse é um dilema vivido por muitos empresários e até por pessoas que estão pensando em entrar no mundo dos negócios. O fato é que abrir uma empresa envolve muitas escolhas e também correr riscos e, por isso, investir na etapa de validação de uma ideia é imprescindível para conseguir avançar num possível projeto de negócio.
No podcast Papo Raiz, o empresário e CEO da Rede Le Farma, Juninho Conceição, falou sobre como funciona o processo de validação de uma ideia de negócio, quais as falhas mais cometidas por quem está começando a empreender e ainda deu algumas dicas de como empreendedores podem validar ou provar que o projeto que eles estão criando realmente tem algum valor no mercado.

O que significa validar uma ideia de negócio?

Validar uma ideia nada mais é do que testar e expor esse projeto, a partir de algumas ações, e ver como o público reage a essa ideia e quais as possibilidades da mesma fazer sucesso no mercado, após isso. Isso tudo deve ser feito antes da abertura de uma empresa ou do lançamento de um produto.
Para Juninho Conceição, validar a ideia de um projeto por si só não vale muita coisa, mas a ação é algo que realmente determina se essa ideia vai para a prática ou não e depois dessa ação outras pessoas acabam sendo envolvidas no negócio.
“A parte mais inteligente de se criar uma ideia e tirar ela do papel é fazer algo que outra empresa não está querendo fazer. O empreendedor tem que ir à base do negócio que quer iniciar para entender como esse setor funciona, para só então conseguir validar uma ideia”, disse o empresário.
Juninho ressalta que em todas essas etapas de criação de uma empresa, muitas pessoas têm uma ideia, mas não pensam no quanto terão que trabalhar para essa ideia dar certo, no quanto terão que abrir mão de algumas coisas pelo desenvolvimento do negócio, no quanto vão correr riscos e ter que acreditar na ideia mesmo quando ninguém mais acreditar.
“As pessoas muitas vezes querem ter sucesso, mas não querem pagar o preço para alcançar isso. Muitas vezes a gente está pensando só no resultado do negócio e esquece de pensar no resultado pessoal, que é o quanto crescemos com isso e no quanto ainda vamos crescer”, analisou.

Quais os erros mais comuns de quem está começando um negócio?

O impulso na hora de empreender pode levar muitas pessoas a cometer algumas falhas no processo de desenvolvimento de um negócio. Segundo Juninho Conceição, existem dois pontos que se destacam bastante nessas situações, que são: o fato de o empreendedor achar que a ideia dele é única; e criar um projeto que não soluciona os problemas de um público-alvo amplo.
“A tendência para quem está começando uma empresa é achar que ninguém teve antes a mesma ideia de negócio que ela e é bem comum isso de achar que foi o único a ter tal ideia. O segundo ponto mais comum é que a pessoa tem uma ideia excelente para resolver um problema pra ela e esquece que essa ideia não resolve mais nada para ninguém ou que resolve para muitas poucas pessoas. Tem que pesquisar se essa ideia resolve o problema da maior parte da população”, pontuou.
O empresário ainda afirmou que para não haver deslizes na validação de uma ideia, o empreendedor tem que partir do princípio de que o futuro negócio a ser criado não vai se limitar a poucas pessoas, mas sim atender a um grande público, sendo algo inédito ou que, se já existe algum modelo parecido, este apresente pelo menos um diferencial.

Qual a importância do networking para validar uma ideia?

Criar e manter uma boa rede de contatos é um dos grandes diferenciais profissionais de uma pessoa. No mundo dos negócios, a construção de um bom networking vem ganhando cada vez mais destaque, especialmente, na hora de fazer a validação de uma ideia e abrir uma empresa.
Segundo Juninho Conceição, cultivar um networking e saber utilizá-lo para o desenvolvimento de um negócio, seja a partir da troca de informações ou mesmo de contatos, é um ponto bastante importante. “Quando você tem um networking grande para que a ideia saia do papel e conta com as pessoas certas, para que cada um no seu lugar possa colocar operação nessa ideia, isso muda tudo”, afirmou.

Ideia de negócio: como saber a hora de desistir ou continuar?

Ter um bom planejamento é um dos pontos cruciais para que uma ideia saia do papel e parta para a ação, mas em meio a todo esse processo, muitos empreendedores têm dúvidas sobre a viabilidade de seus projetos e se devem continuar ou não a investir nisso. Juninho Conceição deu algumas orientações e explicou que, além de trabalhar bem na etapa de validação da ideia, algo que pode ajudar os empreendedores na tomada de decisão sobre negócios é buscar conselhos em pessoas mais experientes, que já passaram pelas mesmas situações, que conseguiram bons resultados e se consolidaram no mercado.
“Procure um bom mentor. Hoje em dia você consegue se conectar com qualquer pessoa e todo mundo que é bem-sucedido gosta de ensinar pessoas, então, eu tenho certeza que você vai conseguir expor a tua ideia para aqueles que já tiveram resultados”, concluiu o empresário. 
*Artigo produzido pelo Papo Raiz – uma conversa descontraída e divertida sobre empreendedorismo e assuntos em alta na sociedade.

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão