Thumbnail

MadeiraMadeira, Cora e Gupy são premiadas no Encontro Anual Endeavor

Encontro Anual Endeavor

MadeiraMadeira, Cora e Gupy são premiadas em evento que reúne as principais scale-ups do país

GazzConecta
02/12/2022 15:50
Grandes referências do ecossistema de empreendedorismo brasileiro se reuniram na quarta-feira (30), em São Paulo, para celebrar os avanços e conquistas da Rede Endeavor em 2022, organização global de apoio a empreendedoras e empreendedores à frente de scale-ups. Cora, MadeiraMadeira e Gupy foram premiadas no Encontro Anual Endeavor pelo destaque em crescimento, faturamento e diversidade e inclusão, respectivamente. O evento também contou com reconhecimentos a mentores, embaixadores e empresas parceiras.
“É uma alegria reunir tantas pessoas da nossa rede depois de tanto tempo! Nossas scale-ups estão, cada vez mais, usando tecnologia para resolver grandes problemas do nosso país e do mundo, pois já nascem desafiando indústrias tradicionais e inovando em seus mercados. No Brasil e em outros mercados emergentes, tecnologia é mais sobre inclusão do que disrupção. São empresas que estão construindo o futuro pra milhões de pessoas.”, compartilha Camilla Junqueira, diretora geral da Endeavor Brasil.
A fintech Cora, fundada em 2019 e selecionada para fazer parte da Endeavor no começo de 2022, recebeu o prêmio na categoria Crescimento. Por meio de uma plataforma que oferece conta de pessoa jurídica gratuita para pequenos negócios, ela facilita a administração financeira e desburocratiza processos, atendendo mais de 500 mil clientes.
“Mais do que triplicamos o número de clientes neste ano - e o ritmo de expansão continua acelerando. É muito bacana ver o esforço de todo nosso time se concretizando e mais ainda, sendo reconhecido”, diz Igor Senra, CEO da Cora.
Já na categoria Faturamento, a MadeiraMadeira, plataforma de produtos e serviços para a casa e que recebe apoio da Endeavor desde 2019, foi premiada pela terceira vez consecutiva. Quando a scale-up alcançou o patamar de unicórnio no último ano, o cofundador Robson Privado se tornou o primeiro homem negro à frente de uma empresa brasileira que vale mais de US$ 1 bilhão.
Com a ambição de aumentar a representatividade de mulheres e pessoas negras em sua rede, a organização também reconheceu quem se destaca em boas práticas de Diversidade e Inclusão. Pelo segundo ano consecutivo, a vencedora foi a Gupy, scale-up apoiada pela organização e que é especializada em recrutamento, seleção e admissão via inteligência artificial. Entre as ações da empresa nessa frente, destacam-se: vagas afirmativas, acessibilidade virtual para pessoas com deficiência, retenção de talentos, grupos de afinidade, grupos minorizados na liderança da organização, comitê de diversidade, pesquisas internas, letramento de colaboradores e programa afirmativo de estágio.

Empreendedorismo de alto impacto

Além de reconhecer os cases de maior destaque em sua rede, a Endeavor também divulgou os dados de impacto de sua atuação ao longo de 2022. A principal porta de entrada para a rede de empreendedoras e empreendedores na Endeavor é o programa Scale-Up. Por meio de jornadas individuais e coletivas, conexões com pares e corporações, o programa de aceleração ajuda as empresas a enfrentarem os desafios da escala nas frentes de pessoas e cultura, growth e estratégias de crescimento, além de acesso a capital. Em 2022, a organização analisou 4 mil scale-ups e conversou com 700 para selecionar apenas 189 empresas, em duas turmas. Juntas, elas têm um crescimento de 200%, com previsão de faturarem mais de 4 bilhões este ano e empregarem mais de 6 mil pessoas. A frente dessas empresas, mais de 400 empreendedoras e empreendedores de 14 estados do país aceleraram a sua trajetória.
O programa de Empreendedoras e Empreendedores Endeavor é o outro pilar de aceleração de negócios desenvolvido pela organização. Quem é selecionado se torna um exemplo de alto impacto, acessando a rede global de mentoras e mentores da organização, além de outros recursos para que possam seguir crescendo, gerando empregos e riqueza em grande escala.
O Brasil já selecionou, ao longo de 22 anos de atuação, 317 Empreendedoras e Empreendedores Endeavor, cujas scale-ups tiveram uma média de crescimento de 40% e faturaram cerca de R$20 bilhões. Este ano, 23 empreendedoras e empreendedores brasileiros passaram a fazer parte da rede global, incluindo os fundadores de Alice e CERC, que foram aprovados no último Painel de Seleção Internacional, realizado em São Paulo, em novembro.

Giveback para o ecossistema

Muito além de valorizar o alto crescimento, a Endeavor estimula o giveback, ou seja, a retribuição ao ecossistema mentorando, inspirando e investindo em outros negócios. Em 2022, Empreendedoras e Empreendedores Endeavor doaram quase 500 horas em mentorias. Quem mais disponibilizou tempo para a nova geração, recebendo o prêmio de Empreendedora e Empreendedor Endeavor do Ano foram Marcia Netto, cofundadora da marca de cosméticos Sallve, e Sergio Furio, fundador e CEO da fintech Creditas.
O prêmio de Embaixadores do Ano ficou com Letícia Costa, conselheira de empresas como Mobly e TOTVS, e Alex Serodio, investidor do Endeavor Catalyst. Já Verônica Serra, sócia-fundadora da Innova Capital e conselheira da Endeavor Global, e Antônio Serrano,  conselheiro da Sempre Sementes, MoveEdu e Sirtec, foram reconhecidos como Mentores do Ano. No total, a rede de embaixadoras e embaixadores, mentoras e mentores doou mais de 1.800 horas para scale-ups no país e 100 horas para outros 29 escritórios da Endeavor pelo mundo.

Capital para crescer

Para multiplicar o impacto das scale-ups, a Endeavor também atua na frente de venture capital. Por meio do Endeavor Catalyst, a organização coinveste há dez anos em empresas como Brex, dLocal, Pipefy, Omie, NotCo e Sallve, somando 200 investidas a nível global. O fundo conta com 53 unicórnios, sendo um dos três fundos de investimentos do mundo que mais têm empresas deste tipo em seu  portfólio, sem considerar iniciativas do mesmo tipo na Índia, China e Estados Unidos.
O modelo de fundo de investimento de, por e para empreendedoras e empreendedores teve tanto sucesso que foi replicado no Brasil para apoiar o crescimento de empresas aceleradas pelo Scale-Up Endeavor. O Scale-Up Ventures está no fundo II, e só em 2022 participou de rodadas de 24 scale-ups, com o apoio de 70 investidoras e investidores. Além de contribuir diretamente para o desenvolvimento do ecossistema, esses fundos garantem a sustentabilidade financeira da organização.

Inovação aberta

A fim de construir um ecossistema de inovação mais aberto, colaborativo e cocriativo, a Endeavor ainda conta com uma comunidade de grandes empresas que oferece conteúdos, encontros, trocas e geração de negócios. Atuando como parceiras, clientes ou investidoras, elas geram mercado para que empreendedoras e empreendedores a frente de scale-ups possam crescer, além de viabilizar iniciativas da organização como patrocinadoras. Entre as 37 parceiras, a Microsoft foi a maior apoiadora financeira da Endeavor este ano, recebendo o prêmio de Empresa de Alto Impacto.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão