Thumbnail

Softplan capta R$ 130 milhões e mira em novas aquisições

Grupo Softplan

Softplan capta R$ 130 milhões e mira em novas aquisições

GazzConecta
04/10/2022 20:35
A Softplan, uma das maiores empresas desenvolvedoras de software do país, anunciou nessa segunda-feira (3) uma captação de R$ 130 milhões com a sua primeira emissão de debêntures. A operação foi coordenada exclusivamente pelo Bradesco BBI e o recurso será utilizado no plano de expansão da empresa nos próximos meses, incluindo futuras aquisições.
Com 32 anos de mercado, a Softplan é uma referência em transformação digital em órgãos públicos e empresas privadas, com destaque para soluções de software nos setores de construção civil e jurídico. A empresa atua em todo território nacional e também na América Latina, possui mais de 2.500 colaboradores e atende cerca de 10 mil clientes. Em 2021, o Grupo Softplan obteve um faturamento de R$ 428 milhões e espera chegar em R$ 582 milhões no ano corrente.
Nos últimos dois anos, o Grupo Softplan já alocou mais de R$ 250 milhões em diferentes investimentos e aquisições. Juntas, as últimas cinco empresas adquiridas pelo grupo, 1Doc, Checklist Fácil, Construtor de Vendas, Collabo e Projuris, estão crescendo em receita mais de 45% em relação ao mesmo período de 2021.
“Essa captação de recursos visa acelerar nossa estratégia de crescimento. Vamos fortalecer nossos ecossistemas de soluções MultiSaaS, tanto no segmento de Construção Civil quanto na vertical de Justiça Privada e Inteligência Legal, com novas aquisições para complementar o portfólio. Hoje, nossa atuação no mercado privado corresponde a aproximadamente 40% das nossas receitas, enquanto nossos negócios voltados à transformação digital no setor público representam 60% do faturamento”, destacou o CEO da Softplan, Eduardo Smith, em nota.
Segundo Smith, a plataforma MultiSaaS de negócios deve representar 55% do faturamento do Grupo Softplan no ano que vem. Destaque para a área da construção civil, que deve crescer em torno de 30%, atingindo uma receita acima de R$ 100 milhões e contando com mais de 4,5 mil clientes.
“Nosso propósito é promover transformações fundamentais na vida das pessoas”, contou Eduardo Smith, em entrevista ao GazzConecta. “Nossa visão é ajudar cada vez mais a indústria e o setor público a se desenvolverem”.
A última movimentação do grupo ocorreu no mês de julho, com a aquisição da startup catarinense Collabo, que possui uma solução para fazer gestão do conhecimento na cadeia de suprimentos, utilizando uma plataforma de Social Supply Chain.
“Nosso objetivo é fortalecer a atuação no mercado privado de software, formando um ecossistema de soluções MultiSaaS gerando valor entre si e consolidando a Softplan como uma das maiores empresas de tecnologia do Brasil”, afirmou o CEO.

Enquete

Imagine a possibilidade de criar vídeos realistas com ferramentas de inteligência artificial, como o Sora. Você teria interesse em utilizar uma ferramenta como essa no futuro?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão