Thumbnail

Eduardo Petrelli (CEO), Saulo Marti (CMO) e Paulo Monçores (CTO), fundadores da foodtech Diferente

Diferente

Foodtech de assinatura de alimentos orgânicos capta R$ 40 milhões

GazzConecta
02/02/2023 16:43
Após um ano de operação, a Diferente, foodtech de assinatura de alimentos orgânicos, anunciou nessa quarta-feira (1) a extensão do seu investimento seed. Em março de 2022, a startup já havia levantado R$ 24 milhões e agora concluiu a captação de mais R$ 16 milhões, somando R$ 40 milhões no total. O aporte foi liderado pela Caravela Capital, acompanhado pelo Collaborative Fund, South South Ventures e o Valor Siren Ventures, que realiza o seu primeiro investimento na América do Sul.
Criada por Eduardo Petrelli (ex-James Delivery), Saulo Marti (ex-Olist) e Paulo Monçores (ex-VTEX), a Diferente surgiu com o propósito de combater o desperdício e democratizar o acesso à alimentação saudável ao resgatar frutas, verduras, legumes e temperos que seriam jogados fora por serem considerados ‘fora do padrão’. Para isso, a empresa compra diretamente dos produtores e revende aos consumidores com preços até 40% mais baratos do que a concorrência, tanto de mercados tradicionais quanto os online. Entregue semanalmente ou quinzenalmente na casa dos clientes, cada cesta pode conter de 20 a 50% dos itens ‘fora do padrão’ e o restante ‘dentro do padrão’ - mas sempre tudo orgânico.
“Em feiras e mercados, o consumidor sempre busca os itens mais bonitos. Por exemplo, o tomate mais vermelho e redondinho, a cenoura sem deformidade e também o mamão sem riscos ou 'machucados'. A Diferente surge com o propósito de mostrar que as frutas, legumes e verduras orgânicas não esteticamente perfeitas continuam perfeitas para o consumo. Muitas vezes, quando vamos em um restaurante não paramos para pensar se os vegetais do prato estavam dentro ou fora de um padrão estético, porque no final o que importa mesmo é a qualidade, nutrientes e o sabor”, explica Saulo Marti, cofundador e CMO da Diferente.

Próximos passos da foodtech

De acordo com Eduardo Petrelli, CEO da Diferente, a startup decidiu ampliar a sua rodada seed para sustentar seu crescimento saudável e continuar investindo em tecnologia e inteligência artificial. “Nós queremos dar acesso e facilitar muito a vida das pessoas. A ideia não é apenas oferecer os alimentos mais frescos e mais baratos, mas também através de uma experiência única, na qual o cliente nem precise pensar no que quer receber para receber a cesta ideal. Os novos recursos serão fundamentais para continuarmos acelerando de forma eficiente e consciente”, explica.
Com a nova captação, a foodtech irá levar suas cestas de orgânicos para novas cidades e uma parte do aporte será destinada para a construção dessa estratégia. “Estamos estudando o mercado, mas a ideia é expandir a nossa atuação para outras regiões em breve”, afirma Petrelli. Atualmente, além da capital paulista, a Diferente já atua no Grande ABC e em municípios como Osasco, Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Itapevi e Jandira.
Além disso, os recursos do aporte serão direcionados na contratação de profissionais de tecnologia e operações. Atualmente com 75 colaboradores, a empresa tem a intenção de ampliar o time entre 20% e 30% em 2023. Já dentro de dois anos, os planos são dobrar o número de pessoas novas.

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão