Corporate Venture Capital

Interesse em CVC cresce e 80% das empresas já realizam investimentos em startups

Maria Clara Dias, especial para o GazzConecta
17/03/2023 14:26
A associação com startups segue sendo uma importante amarra no ecossistema de inovação. Juntas, grandes corporações e pequenas empresas de tecnologia se beneficiam com a troca constante e com o vaivém de informações e ideias, o que também faz do investimento corporativo em startups, o chamado Corporate Venture Capital (CVC), um dos modelos mais populares da atualidade, já adotado por mais de 80% das grandes empresas brasileiras.
A conclusão é do mais recente levantamento da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP), organização responsável pela análise do mercado privado de investimentos do Brasil. Em parceria com importantes agentes do ecossistema tecnológico como EloGroup, Fundação Dom Cabral (FDC), Wayra Brasil, Vivo Ventures, Global Corporate Venturing (GCV) e ApexBrasil, a ABVCAP ouviu cerca de 41 companhias para avaliar o grau de maturidade das iniciativas de CVC. De acordo com o estudo, 82,9% das empresas já possuem iniciativas de CVC.
Apesar de recentes — com boa parte das iniciativas tendo sido criadas nos últimos três anos —, o CVC tem esboçado um crescimento vertiginoso, especialmente entre empresas de grande porte e receita líquida acima de R$ 1 bilhão. Apenas em 2022, mostra o estudo, 13 companhias listadas na bolsa de valores lançaram iniciativas para financiar empresas em estágios iniciais. Elas comprometeram, no total, cerca de R$ 3 bilhões em capital para financiamentos do gênero.
O estudo chama a atenção para a disposição de empresas em estender as parcerias com startups, tipicamente estabelecidas por meio de programas de aceleração e inovação aberta, para investimentos diretos, seja por meio de veículos próprios ou diretamente no balanço das companhias investidas. Quando perguntadas sobre as modalidades de preferência para a injeção de capital em startups, ambas correspondem a 58,5% e 19,5% das respostas, respectivamente.
“A pesquisa mostra um amadurecimento do ecossistema de startups e capital de risco, com uma busca das empresas investidoras por profissionalização das iniciativas de CVC. Essa tendência segue as melhores práticas globais de viabilizar os objetivos de inovação e novos negócios das companhias com retorno financeiro”, disse Sandro Valeri, da EloGroup, coordenador do Comitê de CVC da ABVCAP e um dos responsáveis técnicos da pesquisa.
De acordo com Gabriela Toribio, Managing Director da Wayra Brasil e Vivo Ventures, e coordenadora do Comitê de CVC da ABVCAP, a pesquisa reflete a relevância crescente do corporate venture capital, modelo de investimento que está no radar de empresas que sequer possuem familiaridade com o tema. Segundo a pesquisa, todas as companhias que ainda não possuem CVC (17,1%), pretendem aderir num futuro próximo.
"A pesquisa reflete o momento atual do ecossistema, que tem percebido cada vez mais a importância dos CVCs, não apenas como fonte de investimentos financeiros, mas para o acesso ao smart money e a potenciais parceiros de negócios”, diz.

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão