Thumbnail

O indiano Hitendra Patel é uma das maiores referências em inovação do mundo.

O futuro da realidade que conhecemos

“Imagine o futuro para criá-lo. Se não fizermos isso, alguém fará por nós”, diz Hitendra Patel durante evento em Curitiba

Millena Prado
Millena Prado
13/07/2023 17:39
“Questione-se: qual é o próximo? O que vem depois? Só assim é possível criar as soluções do futuro, agora”. Essa foi a principal provocação de Hitendra Patel, uma das maiores referências mundiais da inovação, cofundador e CEO do IXL de Cambridge, Massachusetts, durante o evento Estrela ADVB, realizado em Curitiba na última quarta-feira (12).
Palestrando pela primeira vez na capital paranaense, o indiano é responsável pela criação da maior aceleradora de startups e pela maior olimpíada de inovação aberta do mundo. Durante a palestra abordou, o tema: Carpe Diem – aproveite o momento e as oportunidades. Nela, Hitendra destacou a gestão da inovação e enfatizou tendências para setores como e-commerce, saúde e alimentação nos próximos anos.
Patel destacou, ainda, como o mundo é acelerado e como todos precisam estar atentos às tendências. “Em 1903, aconteceu o primeiro voo tripulado. Menos de 16 anos depois, em 1919, aconteceu o primeiro voo transatlântico, que foi da América do Norte para a Europa. Menos de 50 anos depois do primeiro voo, em 1969, construímos um foguete e fomos para a lua. Em 1903, não conseguimos nem sair do chão, 50 anos depois, saímos do planeta”, analisa.
Para o expert, este tipo de inovação só acontece pois há pessoas pensando a longo prazo nas soluções necessárias daqui a 20 ou 30 anos. Patel deu o exemplo do ChatGPT, que foi uma surpresa recente com a facilitação do uso da inteligência artificial de forma massiva. Mas a tecnologia não é necessariamente uma novidade - e está sendo desenvolvida desde 2010.
“Precisamos, primeiro, imaginar o futuro para então criá-lo. Se não fizermos isso, alguém fará por nós”, disse. E completa: “as perguntas chave são 'what's next'? What else?”.  

E-commerce, fast food e até salões de beleza como nunca imaginamos 

O expert fez provocações, prevendo qual será o futuro de alguns segmentos como e-commerce, alimentação e até salões de beleza. Entre elas, a utilização de totens com reconhecimento facial e previsão de pedidos, de forma automática e sem o atendimento humano, em redes de fast food.
 Carpe Diem: aproveite o momento e as oportunidades foi o tema da palestra de Hitendra Patel. Crédito:  Valterci Santos.
Carpe Diem: aproveite o momento e as oportunidades foi o tema da palestra de Hitendra Patel. Crédito: Valterci Santos.
Para Patel, no e-commerce, as entregas serão realizadas por drones sem que o cliente precise fazer as compras diretamente. Na opinião do palestrante, em breve, gigantes como Amazon saberão quando um item está estragado ou foi perdido, e enviam outro para o consumidor de forma automática.
As previsões não param por aí. Na visão do expert, salões de beleza devem carregar inteligência em seus espelhos, proporcionando previews personalizados como “filtros”, mostrando para os clientes como determinados cortes ou maquiagens ficariam, antes do consumidor decidir qual será o corte, por exemplo. Patel destaca também que ao olhar para o futuro, com certeza “em 10 anos o câncer será curado e toda energia virá do solo”, completa. 

“Não seja uma pessoa que sabe tudo, seja quem aprende tudo” 

Com a mudança constante ocasionada pela tecnologia, novas habilidades e comportamentos humanos são forjados. Patel questionou então, de um lado, CEOs de grandes empresas, de outro, grandes universidades para entender quais são as habilidades do futuro.
Patel explica que universidades como Harvard e MIT “estão preparando os estudantes para um mundo que ainda não existe, com problemas que não conhecemos”, enfatiza. Daí a importância de algumas habilidades fundamentais para que as pessoas possam se adaptar ao novo futuro.
“Precisamos ter pensamento crítico, fazer pesquisas, aprender, questionar, desaprender e trabalhar em equipe. O gênio de antigamente não existe mais, as equipes são muito mais poderosas nas organizações. Não seja uma pessoa que sabe tudo, seja uma pessoa que aprende tudo”, disse.
Durante o evento, o GazzConecta teve a oportunidade de entrevistar com exclusividade Hitendra Patel sobre a cultura da inovação nas empresas e o potencial brasileiro no setor. Confira a entrevista na íntegra.  
 “Não seja uma pessoa que sabe tudo, seja quem aprende tudo”, disse Patel. Crédito: Valterci Santos.
“Não seja uma pessoa que sabe tudo, seja quem aprende tudo”, disse Patel. Crédito: Valterci Santos.
Qual é o primeiro passo para a construção de uma cultura de inovação sólida nas empresas?
As companhias devem criar uma cultura que todos os funcionários, todos os gerentes e todos os líderes estejam se perguntando “o que vem a seguir? e o que mais?”. Só assim podem ter ideias e aproveitar o momento para entrar em ação e inovar.
Na sua opinião, qual é o futuro da inovação no Brasil? 
O Brasil não é diferente de qualquer outro país. Os talentos aqui são muito bons e as oportunidades são muitas. Cabe ao empreendedor brasileiro aproveitar os momentos prestando atenção nas tendências. As ideias desenvolvidas aqui devem ser mais globais, para que o Brasil colabore ainda mais com todo o mundo.
O que, de fato, é inovação? Qual é o papel da inovação para transformar o Brasil em uma grande referência?
Inovar é fazer coisas novas, que ainda não foram feitas e geram valor, caso contrário, é apenas uma invenção. A forma como o Brasil pode, realmente, capturar valor é prestando atenção nas tendências sobre como será o futuro. Imaginando o futuro, você pode criá-lo. Mas isso só acontece se as pessoas trabalharem em equipe, forem pacientes e terminarem as coisas que iniciam.

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão