Thumbnail

Fundadora da TROC, Luanna Toniolo será uma das 20 CEO’s mundiais que farão parte de mesa-redonda em evento da ONU.

CSW67

Empresária curitibana, Luanna Toniolo representa o Brasil em evento da ONU em março

Fernando Henrique de Oliveira, especial para o GazzConecta
27/02/2023 20:56
A empresária curitibana Luanna Toniolo será uma das 20 empreendedoras globais que farão parte da mesa-redonda “Igualdade de gênero e futuro do trabalho”, evento que integra a 67ª sessão da Comissão sobre o Estatuto da Mulher (CSW67) da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece de 6 a 17 de março em Nova Iorque (EUA).
Co-fundadora da TROC e sócia do grupo Arezzo&co, Luanna tem um trabalho ativo em prol da igualdade de gênero no mundo dos negócios. A conferência aberta da qual participa, ao lado de outras CEO’s mundiais, será no dia 15 de março. Nela, serão discutidos temas e pontos de vista serão trocados a respeito de como o setor privado pode se proteger contra a exacerbação da desigualdade de gênero no futuro do trabalho.
O CSW67 também abordará temas como inovação, mudanças tecnológicas e educação na era digital, questões muito próximas à trajetória de Luanna, que fundou a TROC em 2016 e, hoje, é a maior plataforma de moda circular do Brasil. A empresária ainda participa, no dia 16 de março, de um evento brasileiro na mesma comissão, com a mesma pauta.
“Ter sido convidada a participar de um evento tão grande e tão importante traz mais responsabilidade sobre as ações às quais nos dedicamos no dia a dia e que têm a ver com essa busca por maior igualdade entre mulheres e homens no mundo dos negócios e no mercado de trabalho, além de inovação, tecnologia e como a educação na era digital pode favorecer este objetivo”, comenta Luanna que, em 2022, foi eleita uma das 500 maiores influências da América Latina pela Bloomberg.
Luanna lembra que quando fundou a TROC, ainda como um brechó online, sua voz ainda era muito solitária. “Não havia muitas mulheres à frente de negócios de inovação e tecnologia, como ainda não há. As que conheci desde aquela época, até hoje, posso chamar de amigas. Mas são poucas”, comenta.
Para dar espaço à voz de mais mulheres, a empresária criou dois cursos, o “Vamos Juntas” e o “Vamos Conversar”, que buscam o empoderamento feminino no mundo dos negócios.  Em suas muitas palestras, Luanna fala de negócios, mas sempre aborda a igualdade de gênero em suas falas, independentemente do público, feminino ou masculino.
“Mas o meu discurso é muito mais natural, mais consequência daquilo que eu aprendi, da paciência e da educação que todo mundo deve ter com esse processo de mudança que exige muita coragem. Somos muitas mulheres, mas boa parte de nós ainda não tem a mesma coragem se comparada à vontade de fazer acontecer”, confessa.
“Hoje, o cenário está mudando, mas há seis anos, ele não era tão receptivo às mulheres. Por isso sempre insisto na necessidade de coragem para as mulheres empreendedoras, porque o mais importante é você sonhar grande e saber que você vai aprender no caminho”, completa.

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão