Thumbnail

A fintech curitibana Juno agora tem a chancela do Banco Central como instituição financeira.

Mais segurança

Fintech Juno recebe autorização para operar como instituição de pagamentos

GazzConecta
13/01/2020 17:35
A fintech curitibana Juno se tornou uma instituição de pagamentos autorizada pelo Banco Central. A chancela é atribuída a fintechs com mais de R$ 500 milhões de transações nos últimos 12 meses e que cumpram com as exigências do Banco Central, como a gestão do dinheiro do cliente e as medidas para evitar fraudes, entre outras determinações. As startups com volume menor de movimentações não precisam passar pela avaliação do Banco Central.
Desde que a normatização foi regulamentada, em abril de 2018, algumas fintechs já têm autorização do BC para operarem como instituições financeiras, como Creditas, QI Tech, HB Capital, Mova e Nubank.
A certificação é importante, pois atribui segurança ao sistema financeiro. Segundo a advogada e uma das responsáveis pelo processo Marta Savi, a meta de 2020 será ampliada após a chancela, que traz mais credibilidade a fintech.
“Queremos triplicar o nosso resultado, a partir da base de 2020. Com essa chancela do Banco Central, entendemos que essa meta se tornou plenamente factível, já que temos uma garantia de segurança para o usuário e um reforço da nossa marca entre as principais instituições de pagamento do país” disse Marta.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão