Thumbnail

Nubank é destaque em ranking mundial de fintechs. Foto: Divulgação/Victor Takayama

Destaque internacional

Brasil tem quatro fintechs entre as 100 mais inovadoras do mundo

Patrícia Basilio, especial para Gazeta do Povo
01/01/2020 12:00
O Brasil possui quatro entre as 100 fintechs mais inovadoras do mundo: Nubank, Banco Inter, Creditas e Rebel. O pódio, contudo, ficou literalmente do outro lado do mundo. As cinco primeiras são a chinesa Ant Financial, Grab (Cingapura), JD Digits (China), GoJek (Indonésia), Paytm (Índia) e a Du Xiaoman Financial (China). O levantamento foi publicado no relatório Fintech100 2019, realizado pela consultoria KPMG em 29 países, entre eles o Brasil.
Considerado o primeiro decacórnio (empresa com valor de mercado acima de US$ 10 bilhões) do Brasil, o Nubank ficou em 16º lugar, o Banco Inter, em 28º, e a Creditas, na 41ª posição. A Rebel, por sua vez, ocupa a lista das 50 fintechs em expansão, consideradas “importantes para o mercado ficar de olho” pela KPMG, que não possui ordem classificatória.
De acordo
com a consultoria, a pesquisa levou em consideração o capital médio
levantamento pelas startups, a taxa de captação de recursos, a diversidade geográfica
e setorial, o grau de inovação de produtos e serviços e o modelo de negócios.
“Um
número cada vez maior de fintechs do Brasil está ganhando destaque na pesquisa,
aumentando a representação brasileira no levantamento. Isso demonstra a
importância que as startups de finanças daqui estão tendo em todo o
mundo," analisou Oliver Cunningham, sócio da KPMG no Brasil.
Como em
2018, a lista de 2019 mostrou as empresas de pagamentos e transações na
liderança em inovação, representando 26 das 100 empresas do ranking. Elas foram
seguidas por empresas de gestão de patrimônio (20), companhias seguradoras (17)
e empresas de concessão de crédito (15).
China na liderança
Na lista das dez startups de finanças mais inovadoras do mundo, a China foi a principal representante, com três fintechs, seguida pela Índia e pelos EUA, com duas cada uma.
Segundo o sócio da KPMG no Brasil, as empresas da Ásia-Pacífico realmente são as que mais crescem em termos de inovação. Na pesquisa, por exemplo, startups dessas regiões ocupam sete das dez primeiras posições do ranking. “A China liderou o ranking nos últimos três anos e, de forma geral, a região (Ásia-Pacífico) dominou o top 10 por mais um ano”, concluiu Cunningham .

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão