Inovação como prioridade

Brasil sobe três degraus em ranking de inovação e ocupa a 54ª posição global

GazzConecta
03/11/2022 20:07
No topo da lista de prioridades de boa parte das empresas que encaram os efeitos da digitalização acelerada, a inovação tem ganhado cada vez mais destaque no Brasil, que subiu três posições no Índice Global de Inovação (GII), que avalia a maturidade inovativa de diferentes nações. Agora, o país ocupa a 54ª posição. No último ano o país figurava no 57º lugar.
O levantamento foi feito a partir de um estudo conduzido pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), entidade internacional das Nações Unidas dedicada à disseminação do tema e da importância da proteção à propriedade intelectual para o avanço econômico e social dos países. Ao todo, foram avaliados 132 países. Dentre os países da América Latina, o Brasil ficou atrás somente do Chile, que aparece na 50ª posição.

Como fomentar a inovação?

Programas de inovação aberta colaboram com a interação entre empresas nativas digitais (a exemplo de startups) e grandes companhias em busca de novos processos de inovação.
Do lado técnico, um dos principais mecanismos para a proteção da produção intelectual — seja ela na criação de produtos, serviços ou projetos — também se dá por meio do registro de patentes, uma prática comum em muitos países, incluindo o Brasil.
Por aqui, também destaca-se a adoção de diferentes certificações, como a ISO 56002, norma que estabelece diretrizes para a implementação do chamado Sistema de Gestão da Inovação em empresas.

Enquete

Imagine a possibilidade de criar vídeos realistas com ferramentas de inteligência artificial, como o Sora. Você teria interesse em utilizar uma ferramenta como essa no futuro?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão