Thumbnail

Especialistas listam dicas para se proteger de golpes na Black Friday.

Dicas de segurança

16% dos brasileiros tiveram cartões clonados; saiba como se proteger na Black Friday

GazzConecta, com colaboração de Millena Prado
26/11/2020 13:38
A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico prevê neste ano um crescimento de 20% no volume de compras na Black Friday, em comparação ao ano passado. Junto ao crescimento das vendas, cresce também o volume de golpes e dados de cartão de crédito vazados na internet. Um levantamento da empresa de segurança digital, Psafe, aponta que pelo menos um brasileiro, em cada seis, já teve o cartão clonado. A pesquisa entrevistou mais de 11 mil usuários do aplicativo dfndr security.
A startup de cibersegurança, Apura, também aponta para números alarmantes. Seu sistema de alerta para vazamentos registrou, desde janeiro, mais de 770 mil números válidos de cartão de crédito sendo compartilhados por criminosos na internet. A ocorrência mais identificada pela plataforma é a de fraude financeira.
Emilio Simoni, diretor do dfndr lab explica que a prática de aplicar golpes em datas comemorativas, como a Black Friday, é comum entre os criminosos. “Os cibercriminosos sempre se aproveitam de datas comerciais e grandes eventos para criar novos golpes temáticos", e completa “nunca informe dados pessoais ou bancários sem que tenha absoluta certeza da confiabilidade dos sites, e em caso de dúvida, evite passar qualquer informação sigilosa”.
Para o especialista em cibersegurança da NetSecurity, Leonardo Fagnani, o golpe mais aplicado em datas comemorativas é o pishing, quando são enviados e-mails com ofertas tentadoras aos usuários.
“Neste método, os fraudadores simulam sites de e-commerce e, por meio de um e-mail, enviam ofertas que parecem milagrosas para roubar dados pessoais ou financeiros dos usuários. Por isso, entender como essas fraudes funcionam e, acima de tudo, se prevenir adequadamente são questões essenciais para evitar prejuízos que podem estragar a experiência do consumidor”, alerta Leonardo. 
Pensando nisso o GazzConecta reuniu dicas de três especialistas sobre medidas de segurança para que o usuário possa fazer suas compras na Black Friday, sem sustos.

Antes de fazer o download confira a autenticidade do aplicativo

Fraudadores utilizam aplicativos semelhantes aos originais para roubar informações pessoais dos usuários. É preciso se certificar que o download é realizado pela loja de aplicativos (como Google Play Store e App Store) e não através de sites fraudulentos. Outra dica é ficar atento as autorizações que o aplicativo pede e se elas são cabíveis, de acordo com os serviços que a plataforma oferece, como acesso a localização. Se o aplicativo pede muitas autorizações, desconfie.

Utilize cartão virtual para compras online 

Como o cartão virtual utiliza credenciais únicas a cada compra é mais seguro utilizá-los para compras online, eximindo o risco do vazamento de dados e utilização indevida do cartão. Assim, se a compra for realizada em um site fraudulento o criminoso não consegue realizar mais compras.

O site é seguro?

É importante observar se o site é confiável e seguro, o indicativo para o usuário é quando há um cadeado na barra de navegação. É preciso sempre prestar atenção se o endereço é o mesmo divulgado pela loja para a realização de compras, pois os fraudadores criam acessos muito parecidos com sites originais, inclusive em identidade visual.
A indicação de Mario Toews, especialista em segurança da informação da Datalege consultoria empresarial, é que o usuário também procure o selo de verificação nos perfis e redes sociais das marcas além de não compartilhar dados pessoais caso hajam dúvidas.  “Pequenas letras trocadas indicam que o site parece oficial, mas não é", conta.

Preços milagrosos

Segundo a consultoria NetSecurity ofertas muito tentadoras ou preços muito abaixo do usual do mercado podem ser iscas para o roubo de dados. A indicação é que o cliente analise se as ofertas são reais e compare preços em outros sites.

Mantenha seus dispositivos atualizados

Na visão dos especialistas da NetSecurity atualizações de software são importantes para manter os dispositivos seguros. Atualizar cada vez que há um indicativo no dispositivo, evita brechas para ataques maliciosos.

Instale um antivírus e procure referências

As soluções de segurança são importantes pois podem identificar links maliciosos. Fique atento se o site têm comentários ruins ou reclamações de seus clientes. “Procure referências nos comentários, se já não houve um ataque ou se já aconteceu alguma coisa relacionada aquela loja, assim é possível evitar maiores problemas”, enfatiza Mário Toews.

Enquete

A inteligência artificial está transformando rapidamente aspectos da sociedade. Como você percebe o impacto da IA em nossas vidas?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão