Thumbnail

Phillippe Rubini, CIO do Grupo Fictor  Inc. Créditos: Divulgação.

Práticas no agronegócio

Inovação é chave para garantir a sustentabilidade no agronegócio

Phillippe Rubini
15/03/2024 16:35
Temos testemunhado nos últimos anos uma demanda global cada vez mais crescente por alimentos, à medida em que a população mundial continua a expandir. Nesse contexto, para garantir a sustentabilidade desse setor, consolidado como peça fundamental na oferta alimentar global, se tornou imprescindível considerar a interseção entre ESG (Environmental, Social and Governance) e lucro. Para alcançar esse objetivo, é necessário implementar práticas alinhadas com princípios sustentáveis. E a chave para isso nada mais é do que a inovação.
E como aplicar essas práticas no agronegócio, considerado a espinha dorsal da economia brasileira? A resposta está na adoção de uma gestão responsável de recursos naturais, que vai desde o uso eficiente da água e energia renovável, à práticas que promovam a saúde do solo, como também manter o compromisso com ações sociais sustentáveis, que nada mais são que requisitos essenciais para empresas que almejam um crescimento.
Isso se relaciona diretamente com uma pesquisa da global da EY, que identificou que 99% dos investidores utilizam as divulgações ESG das empresas como parte de suas decisões de investimento. Diante deste cenário, a inovação tecnológica desempenha um papel fundamental nesse processo, proporcionando tecnologias que desdobram em soluções eficientes e ecologicamente corretas, como biotecnologia, uso de energias renováveis e agricultura de precisão, que são capazes de tornar o setor mais sustentável e reduzir seus impactos negativos.
Você pode se perguntar de quais formas a tecnologia e a inovação podem auxiliar na potencialização destes negócios e por este motivo, trago de imediato duas delas: investimento em armazenamento de grãos e o investimento em economia verde, soluções que sou um grande defensor pessoal e de estratégia do Grupo Fictor.
Não é de hoje que sabemos que a capacidade de armazenagem de grãos no Brasil ainda está muito aquém do necessário. Segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) cerca de 20% de toda colheita realizada no Brasil é perdida devido às más condições de armazenamento de grãos, pragas e da umidade. Isso não apenas afeta a economia, mas também representa um grande desafio para a segurança alimentar e o desenvolvimento do país.
Por este motivo, uma das iniciativas seria a implementação de projetos de silos no Brasil, que junto à tecnologia, resultam em instalações mais eficientes, sustentáveis e tecnologicamente avançadas, além de reduzir o tempo de construção, que pode variar de 2 a 6 anos.
Essa expansão não apenas oferece uma solução prática para a redução dessas perdas, mas também desempenha um papel fundamental na mitigação das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), o que representa não só uma questão econômica, mas também ambiental. Portanto, investir em infraestrutura de armazenamento, como silos, não apenas contribui para a segurança alimentar e a eficiência econômica, mas também desempenha um papel essencial na sustentabilidade ambiental, ao reduzir as emissões associadas ao descarte inadequado de grãos.
Além dos silos, a inovação também desempenha um papel na criação de soluções ecoeficientes, desde práticas agrícolas até sistemas de energia, fomentando a redução de impactos ambientais negativos. A colaboração entre setores, investimentos em pesquisa e desenvolvimento, são essenciais para impulsionar uma economia verde robusta e orientada para o futuro, onde a tecnologia e a inovação são aliadas na construção de um mundo mais equitativo e ecologicamente consciente.
Considero essas, algumas das estratégias vitais para a sustentabilidade e prosperidade do setor. A incorporação de avanços tecnológicos, como inteligência artificial, internet e energias renováveis, não apenas otimiza processos produtivos, mas também promove a transição para modelos econômicos mais limpos e sustentáveis.
Mas o ponto é, diante a esse desafio crucial de garantir a sustentabilidade e crescimento do setor do agronegócio, pergunto, estamos verdadeiramente prontos para abraçar a transformação necessária? A resposta não está apenas na modernização, mas na disposição de romper paradigmas em busca de um futuro verdadeiramente sustentável.

E vem aí o GazzSummit

O GazzSummit Agro & Foodtechs é uma iniciativa pioneira do GazzConecta para debater o cenário de inovação em dois setores de grande relevância para o país. O evento será realizado nos dias 8 e 9 de maio de 2024 com o propósito de conectar e promover conhecimento para geração de novos negócios, discussão de problemas e desafios, além de propor soluções para o setor.
O GazzSummit promove a disseminação de tecnologias e práticas de inovação que possam levar a cadeira produtiva ainda mais longe. Uma super estrutura espera os participantes, que poderão conferir mais de 30 palestrantes e mais de 300 empresas. O evento vai reunir players importantes do ecossistema como grandes empresas, cooperativas, produtores, entidades públicas, startups e inovadores. Garanta já a sua inscrição no site.

Enquete

Estes são os temas mais procurados em relação a cursos sobre inteligência artificial no momento. Se você tivesse que escolher um deles, qual seria sua opção?

Newsletter

Receba todas as melhores matérias em primeira mão